Translate

sábado, 13 de outubro de 2018

Colheremos o que Tivermos Semeado

Refletindo a Cristo

Colheremos o que Tivermos Semeado-13 de outubro

Ora, é necessário que o servo do Senhor não viva a contender e sim deve ser brando para com todos, apto para instruir, paciente. II Tim. 2:24.

Os que se acham verdadeiramente ligados a Deus não terão desavenças uns com os outros. O espírito de harmonia, paz, amor e o Espírito Santo atuando em seu coração, criará harmonia, amor e unidade. O contrário disso atua nos filhos de Satanás; eles estão em contínua contradição. Contenda, inveja e ciúme são os elementos dominantes. A característica do cristão é a mansidão de Cristo. Benignidade, bondade, misericórdia e amor são originários da Infinita Sabedoria, enquanto o oposto é o mau fruto de um coração que não está em harmonia com Jesus Cristo. …

Que obra é esta – a educação de filhos! … Se os pais tivessem aprendido mais de Cristo e menos do mundo, se tivessem se preocupado menos em imitar os costumes e modas da era presente, e dedicado tempo e paciente esforço para moldar a mente e o caráter de seus filhos segundo o Modelo divino, poderiam então enviá-los adiante com integridade moral a ser aplicada aos ramos da educação a fim de qualificá-los para qualquer cargo de confiança. …

A colheita é nossa, para ceifarmos o que tivermos semeado. Se semeardes inveja, desconfiança, ciúme, amor-próprio, amargor de pensamentos e sentimentos, podeis estar certos de que esta será a vossa colheita. Será semear ventos para colher tempestades.

Se manifestardes bondade, amor, terna solicitude para com vossos alunos, colhereis o mesmo por sua vez. Se os professores forem severos, críticos, arbitrários, insensíveis quanto aos sentimentos dos outros, receberão o mesmo em troca. O homem que deseja preservar o respeito próprio e a dignidade precisa ter cuidado para não sacrificar o respeito e a dignidade dos outros. Esta regra deve ser religiosamente observada com os alunos mais apáticos, mais jovens e mais levianos.

O que Deus fará com esses jovens aparentemente desinteressantes, não o sabeis. Deus aceitou e escolheu, exatamente tais tipos para fazer uma grande obra para Ele. A atuação do Seu Espírito no coração tem atuado como uma pilha elétrica, despertando faculdades aparentemente entorpecidas para agirem com vigor e perseverança. O Senhor viu nessas pedras brutas o metal precioso que resistirá às tempestades e ao escaldante calor. Deus não vê como vê o homem; Deus não julga como julga o homem – Ele esquadrinha o coração. …

Os membros mais jovens da família de Deus ficarão impressionados com o fato de terem sido criados à imagem de seu Criador, e que o seu espírito deve representar o Espírito de Cristo. Manuscrito 2, 1881.


Meditação Matinal de Ellen White – Refletindo a Cristo, 1986 – Pág. 292
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis