segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Maravilhoso Jesus Marcos 12 :43,44

A Oferta da Viúva

Chamando a si os seus discípulos, Jesus declarou: "Afirmo-lhes que esta viúva pobre colocou na caixa de ofertas mais do que todos os outros. Todos deram do que lhes sobrava; mas ela, da sua pobreza, deu tudo o que possuía para viver". Marcos 12:43, 44, NVI.

Com que mensagem o Salvador do mundo encerrou Seu ministério público? Um convite final para que Israel se arrependesse? Um apelo para que as pessoas O aceitassem como o Messias? Uma profecia acerca do fim de todas as coisas?

Não. Jesus escolheu alguém quase insignificante para a sociedade – uma viúva pobre – e a elogiou publicamente.

Ele sentou-se próximo ao tesouro do Templo, observando enquanto a multidão desfilava com as suas dádivas. Muitas pessoas ricas depositavam na caixa de ofertas grandes quantidades de dinheiro, deixando de queixo caído os curiosos de plantão. Ninguém prestou atenção naquela mulher sem aparência, que, evitando ser notada, esgueirou-se até o tesouro. Ninguém notou quando ela depositou a sua oferta, a menor de todas as moedas, e fugiu.

Ninguém reparou muito nela – missão bem sucedida. Mas Jesus reparou. Reunindo os seus discípulos Ele elogiou a humilde serva de Deus e sua oferta.

Geralmente enfatizamos quão pequena foi a sua oferta, a moeda da viúva. Mas Jesus deu a oferta o valor oposto – destacou quão enorme tinha sido a dádiva. Jesus media as ofertas dos indivíduos não pela quantidade, mas pelo quanto eles haviam reservado para si mesmos. E por este padrão a oferta da viúva havia sido a maior de todas. Enquanto o rico deu apenas uma pequena parte da sua abundância, a mulher pobre deu tudo quanto tinha.

Hoje muitos pregadores parecem sentir vergonha de falar sobre doações financeiras. Ficam com medo de desagradar o rebanho, com receio de que a igreja seja arrastada para o nível de uma empresa comercial. Eles adotam essa postura tímida por causa dos apelos escancarados por dinheiro feitos por certos líderes cristãos.

Mas Jesus falou bastante acerca de dinheiro. Pelo menos um terço dos Seus ensinos abordou esse assunto. Ele não apresentou repetidamente o tema, a fim de beneficiar-se com as dádivas das pessoas – Ele permaneceu pobre durante toda a vida. Mas Ele sabia que o egoísmo leva o coração para longe do Espírito; que dar é o antídoto de Deus para a nossa tendência natural para a ganância.

Jesus senta-se próximo ao tesouro do Templo hoje. Ele observa quem oferta, quanto e por quê.
O que Ele vê quando trago a minha oferta?

ORAÇÃO

Senhor que conhece tudo acerca dos meus motivos, transforma o meu coração. Ensina-me a repartir mais e a ajuntar menos.

Autor: William G. Johnsson

Nenhum comentário:

Lecitina espiritual

DEVOCIONAL DIÁRIO - VISLUMBRES DA ETERNIDADE  27 de fevereiro Lecitina espiritual    Para a liberdade foi que Cristo nos libertou. Por isso,...