quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Maravilhoso Jesus - João 8:31,32

A Liberdade que Jesus Oferece

Disse Jesus aos judeus que haviam crido nele: "Se vocês permanecerem firmes na minha palavra, verdadeiramente serão meus discípulos. E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará" João 8:31, 32, NVI.

Recentemente alguém me disse: "Quando você se encontrar com um ateu e ele disser que não acredita em Deus, pergunte-lhe em qual deus ele não acredita!" Eu também não acredito em certos deuses. Mas o Jesus dos Evangelhos é o libertador – para as pessoas do seu tempo e de todas as épocas.

A liberdade que Jesus oferece é a liberdade de, a liberdade para e a liberdade em.

Segundo Jesus: "todo o que comete pecado é escravo do pecado" (João 8:34). Mas Ele veio para por um fim à escravidão do pecado, para acabar com o seu jugo.

Eu não sei exatamente o que lhe escraviza. Podem ser hábitos viciosos que lhe trazem vergonha, praticados longe dos olhos de qualquer pessoa, ou podem ser vícios "respeitáveis". Alguns de nós temos cadeias que nos prendem. Tendemos a afastar-nos de outras pessoas e a nos retirarmos para a nossa pequena caverna onde o mesmo jargão é utilizado e onde se comem os mesmos alimentos. Temos medo de nos envolvermos com o mundo, em que homens e mulheres estão desesperados e morrendo. Tendemos a nos distanciar da humanidade. Buscamos desenvolver o nosso caráter, olhando apenas para nós mesmos.

Mas Jesus tinha uma visão maior. Ele deixou para trás Nazaré, Sua casa e Seu trabalho a fim de fazer a obra de Deus. Aquele que ofereceu a liberdade – a liberdade do pecado, das amarras do hábito, do medo, dos velhos costumes – conheceu e viveu a liberdade por si mesmo.

Não é somente liberdade de alguma coisa – é também liberdade para. Muitas vezes pensamos em todas as coisas que abrimos mão, como cristãos. Jesus chama-nos para a liberdade de vida, para a liberdade do que estamos nos tornando. Em vez dos laços da escravidão, Ele quer que desfrutemos de um novo status – filhos e filhas do Deus vivo. "O escravo não tem lugar permanente na família, mas o filho pertence a ela para sempre" (João 8:35).

Jesus pode nos tornar livres. Livres para deixar de lado o orgulho e o preconceito. Livres para abandonar as barreiras raciais e de riqueza. Livres para tomar o outro pela mão e dizer do fundo do coração: "Meu irmão! Minha irmã!" Livres para amar, livres para rir, livres para compartilhar, livres para trabalhar juntos.

Mas esta liberdade para a qual Ele nos chama é uma liberdade em alguém – nEle. "Portanto, se o Filho os libertar, vocês de fato serão livres" (João 8:36, NVI). Jesus é o Libertador, o nosso Libertador. Ele nos liberta – somente Ele.

É por isso que precisamos manter nossos olhos fixos nele. Não um Jesus dos nossos preconceitos, não um Jesus de séculos de tradição eclesiástica, não um Jesus distante. Mas o Jesus dos Evangelhos. O Jesus Libertador. O Jesus vivo.

ORAÇÃO

Querido Jesus, abre meus olhos para contemplar as maravilhas que Tu desejas realizar em minha vida. Abre meu coração para receber a libertação encontrada somente em Ti.

Autor: William G. Johnsson

Nenhum comentário:

Gambito

  Gambito Meus amados irmãos, sejam firmes, inabaláveis e sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que, no Senhor, o trabalho de vocês n...