quinta-feira, 3 de março de 2011

Maravilhoso Jesus-Mateus 11:19



Jesus e João

Veio o Filho do homem comendo e bebendo, e dizem: “Aí está um comilão e beberrão, amigo de publicanos e pecadores”. Mateus 11:19 NVI

Jesus era muito parecido com seu primo João Batista – mas também muito diferente. Eles nasceram praticamente na mesma época, tinham apenas seis meses de diferença de idade. Ambos eram crianças inesperadas, nascidos fora do curso da natureza. Ambos foram comissionados por Deus para missões especiais. Eles pregavam a mesma mensagem: "Arrependei-vos, porque o reino dos céus está próximo" (Mateus 3:2; 4:17). E ambos morreram com pouco mais de 30 anos, privados de justiça e executados. Mas as semelhanças param por aí.

João não fez nenhum milagre (João 10:41); a maior parte do ministério de Jesus foi dedicada a curar os enfermos.

João pregava o arrependimento, porque Alguém maior que ele estava prestes a aparecer. Jesus era aquele Alguém esperado.

João proclamou que o reino de Deus estava prestes a chegar. Com Jesus, o reino chegou.

João era um asceta. Ele retirou-se da sociedade e passou a se alimentar de gafanhotos e mel silvestre. Ele e seus discípulos jejuavam com freqüência. Jesus gostava de companhia. Sempre que vinha a Jerusalém, Jesus recebia uma enxurrada de convites para o jantar de Sábado. Às vezes, ele se oferecia para jantar com as pessoas. Ele gostava de uma boa refeição com uma conversa interessante. Ele e seus discípulos não jejuavam.

João pregou no deserto, onde havia crescido. O povo vinha a ele, e ele os instruía e os batizava. Jesus, entretanto, ia até o povo. Ele era tanto um homem da cidade quanto uma pessoa do campo. Ele cresceu em uma cidade. Onde quer que as pessoas estivessem em necessidade - o grito de dor, a angústia da fome, o fardo pesado da morte – é para lá que Jesus se dirigia. O povo saia a procura de João, mas Jesus ia até eles.

João morreu tragicamente, sacrificado para satisfazer o ódio de uma mulher imoral e para evitar a humilhação de um monarca bêbado. Jesus morreu tragicamente, vítima das maquinações da instituição religiosa, e como o sacrifício de Deus pelos pecados de um mundo perdido.

O corpo de João foi enterrado por seus enlutados discípulos. Ninguém sabe onde estão seus restos mortais. Jesus foi sepultado no túmulo novo de José de Arimatéia. Mas depois de três dias Jesus ressuscitou dos mortos, deixando o túmulo vazio.

ORAÇÃO

Cada um de nós tem dons e habilidades particulares e uma missão de vida. Que eu possa valorizar os dons do meu irmão e me alegrar com as habilidades e oportunidades a mim concedidas por Deus.





Autor: William G. Johnsson

Nenhum comentário:

Imitando a igreja primitiva

  Devocional Diário  Vislumbres da eternidade  19 de julho https://mais.cpb.com.br/meditacao/imitando-a-igreja-primitiva/ Imitando a igreja ...