sexta-feira, 4 de março de 2011

Maravilhoso Jesus-Marcos 1:4




Erro humano

Assim surgiu João, batizando no deserto e pregando um batismo de arrependimento para o perdão dos pecados. Marcos 1:4 NVI

Ao tomar um avião do sul da Califórnia para Seattle a fim de atender a um compromisso no Walla Walla College, comecei a ler a revista de bordo. Na contra-capa havia uma mensagem de página inteira do presidente da companhia aérea. Ele era jovem e de boa aparência, e se ele havia sido o autor do artigo que levava a sua assinatura, também devia escrevia bem.

Sua preocupação era explicar – da maneira mais agradável possível - porque sua companhia aérea adotava procedimentos mais rígidos para bagagens de mão. Eu havia despachado a minha mala, a qual continha materiais para serem distribuídos durante a minha apresentação na faculdade no dia seguinte. Sob o assento, coloquei minha maleta de mão.

Desembarcamos em Seattle e fui transferido para o avião que me levaria a Pasco, meu destino final. “Não há problema - mesma companhia aérea, apenas um portão ao lado, muito tempo disponível” – pensei comigo mesmo.

Ao chegar a Pasco fui até a área de bagagens – e não havia mala! Então fui até a secretária que me informou: "Desculpe, senhor, vamos tentar localizar a sua mala."

Dei minha palestra no colégio Walla Walla, sem minhas anotações! Dormi aquela noite sem pijamas. Na manhã seguinte, acordei e escrevi uma carta ao presidente de boa aparência da companhia aérea.
Recebi finalmente a minha mala – com as minhas roupas e anotações – no aeroporto de Pasco, quando estava retornando para casa (alguém em Seattle enviou-a para Portland, em vez de para Pasco!).

Erro humano! A despeito de nossos melhores planos e das maravilhas da tecnologia moderna, as coisas podem dar errado. Os melhores computadores dependem de informações fornecidas por seres humanos falíveis.

Sobrevivemos sem os apontamentos de uma palestra, ou sem pijamas por uma noite. Mas quando o erro humano causa um desastre nuclear como o de Chernobyl, as pessoas morrem.

Nós, seres humanos, somos sonhadores. Podemos imaginar o perfeito, o sem-defeito, o infinito. Podemos imaginar, mas nunca alcançá-lo.

É por isso que precisamos de arrependimento – que significa “dar meia volta”. Precisamos dar as costas para a nossa auto-suficiência, e nos voltarmos para Deus, o único que é perfeito, e em quem encontramos cura e plenitude.

Precisamos constantemente nos arrepender, mudar de direção. O arrependimento é um estado de espírito. "O arrependimento compreende tristeza pelo pecado e afastamento do mesmo. Não renunciaremos ao pecado enquanto não reconhecermos a sua malignidade; enquanto dele não nos afastarmos sinceramente, não haverá em nós uma mudança real da vida" (Ellen White, Caminho a Cristo, p. 23).

ORAÇÃO

Ó Deus de nossas esperanças e desejos por plenitude. Mantenha-me neste dia em atitude de arrependimento, firme em tua graça.





Autor: William G. Johnsson

Nenhum comentário:

Dor de coração

  Devocional Diário Vislumbres da eternidade 24 de julho https://mais.cpb.com.br/meditacao/dor-de-coracao/ Dor de coração O cetro não se ar...