segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

*Maravilhoso Jesus- Gênesis 4:1


Filhas são especiais

Adão teve relações com Eva, sua mulher, e ela engravidou e deu à luz Caim. Disse ela: “Com o auxílio do Senhor tive um filho homem”. Gênesis 4:1 NVI

Na Bíblia ninguém costumava se alegrar com o nascimento de uma filha. Muitos, entretanto, se regozijavam com o nascimento de um filho. Eva se alegrou. Rebeca se alegrou. Raquel se alegrou. Ana se alegrou. Noemi se alegrou. As esposas que não tinham filhos se entristeciam por não terem dado um filho a seus maridos.

Quando os escritores bíblicos valorizam a chegada de um filho homem e demonstram falta de interesse para com as filhas mulheres estão apenas refletindo a cultura da sua época. A maioria dos povos antigos considerava as mulheres como inferiores.

Henrique VIII da Inglaterra divorciou-se de Catarina de Aragão, porque ela não lhe deu um filho. No século XX, Faruk, o último rei do Egito, deixou a esposa e se casou com outra mulher pela mesma razão. O ego do rei ficou ferido pelo fato da esposa ter lhe dado apenas filhas mulheres. Ele a culpou - obviamente demonstrando total desconhecimento das leis da genética que atestam que se a culpa fosse de alguém, o culpado seria ele!

Mais trágico ainda, tem sido o costume que ainda persiste, nalgumas sociedades pobres de deixar bebês do sexo feminino morrer logo após o nascimento. Quando a comida é escassa, a comida é reservada para os machos!

Mas filhas são especiais. Uma filha é tão verdadeiramente uma dádiva de Deus como o é um filho. Seu valor é exatamente igual. Alguns dizem que ter uma filha é ainda mais especial do que ter um filho.

A vinda do filho de Maria, que era o Filho de Deus, fez toda a diferença para a mulher. Ele rompeu com as tradições rabínicas a fim de exaltar a mulher a uma posição de igualdade com o homem. Enquanto o Judeu piedoso em suas orações matinais agradecia diariamente a Deus por "não ser gentio, escravo ou mulher", Jesus aceitava as mulheres como Suas seguidoras. Vez após vez Ele deixou de lado os costumes e tradições, arriscando-se a ser criticado ou censurado, a fim de deixar claro que as filhas são especiais.

A emancipação das mulheres promovida por Jesus foi reconhecida mais tarde pelo apóstolo Paulo através das seguintes palavras “pois os que em Cristo foram batizados, de Cristo se revestiram. Não há judeu nem grego, escravo nem livre, homem nem mulher; pois todos são um em Cristo Jesus.” (Gálatas 3:27, 28 NVI).

Aqueles de nós que possuem uma filha não necessitam serem lembrados de que filhas são especiais. Desejamos para elas tudo o que o Grande Emancipador Jesus queria para elas.

ORAÇÃO

Pai da humanidade. Concede-nos a virtude de valorizar as mulheres reconhecendo que através delas o mundo tem sido abençoado. Amém.

Autor: William G. Johnsson

Nenhum comentário:

Dor de coração

  Devocional Diário Vislumbres da eternidade 24 de julho https://mais.cpb.com.br/meditacao/dor-de-coracao/ Dor de coração O cetro não se ar...