Translate

quinta-feira, 27 de julho de 2017

Que fazes aqui?

Que fazes aqui? 27 de Julho


Ali entrou numa caverna e passou ali a noite; e eis que a palavra do Senhor veio a ele e lhe disse: Que fazes aqui, Elias? 1 Reis 19:9.

O retiro de Elias no Monte Horebe, embora escondido dos homens, era conhecido de Deus; e o sofrido e desencorajado profeta não fora deixado a lutar sozinho com os poderes das trevas que o estavam pressionando. ...

Deus veio ao encontro de Seu provado servo com a pergunta: “Que fazes aqui, Elias?” 1 Reis 19:9. Eu te enviei ao ribeiro de Querite, e mais tarde à viúva de Sarepta. Dei-te a comissão de retornar a Israel, e estar diante dos sacerdotes idólatras no Carmelo; cingi-te de força para guiares o carro do rei à entrada de Jezreel. Mas quem te enviou nesta fuga apressada para o deserto? Que missão tens aqui? ...

Muita coisa está na dependência da incessante atividade dos que são verdadeiros e leais; e por essa razão Satanás põe todo o esforço possível no sentido de impedir o divino propósito a ser levado a efeito por meio do obediente. Ele leva alguns a perderem de vista sua alta e santa missão, e a se tornarem satisfeitos com os prazeres desta vida. ... Outros ele leva a, desanimados, fugirem do dever, em face de oposição ou perseguição. ...
A cada filho de Deus, cuja voz Satanás tenha conseguido silenciar, é dirigida a pergunta: “Que fazes aqui?” 1 Reis 19:9. Comissionei-te para que fosses a todo o mundo e pregasses o evangelho, a fim de que o povo fosse preparado para o dia de Deus. Por que estás aqui? Quem te mandou? ...

Tanto a famílias como a indivíduos é feita a pergunta: “Que fazes aqui?” 1 Reis 19:9. Em muitas igrejas há famílias bem instruídas nas verdades da Palavra de Deus que poderiam ampliar a sua esfera de influência mudando-se para lugares necessitados da ministração que elas estão aptas a prover. Deus chama famílias cristãs para que vão aos lugares escuros da Terra, e trabalhem sábia e perseverantemente pelos que estão envolvidos em sombras espirituais. ...

Por amor a vantagens seculares, a aquisição de conhecimentos científicos, os homens estão prontos a se aventurar nas regiões pestilentas, e a enfrentar dificuldades e privações. Onde estão os que se disponham a fazer tanto pelo amor de falar a outros do Salvador? — Profetas e Reis, 167, 168, 171-173.


Este texto vem do livro devocional Vidas que Falam pelo Ellen G. White.
Para ver mais de seus livros, visite egwwritings.org

Jeremias 2 – Comentário Pr Heber Toth Armí

Jeremias 2 –
Comentário Pr Heber Toth Armí


Jeremias era um grande profeta. Parecia muito com Jesus. Hernandes Dias Lopes esboça as semelhanças:

1. Os dois nasceram e cresceram em pequenos povoados: Jeremias em Anatote e Jesus, em Nazaré.
2. Os habitantes de Anatote rejeitaram Jeremias e procuraram matá-lo, da mesma maneira que os habitantes de Nazaré rejeitaram Jesus.
3. Os líderes religiosos foram os principais inimigos de Jeremias, e a mesma coisa aconteceu com Jesus.
4. Jeremias censurou o povo de então por causa da fé supersticiosa que tinha no templo, e por crer que a conduta moral não era importante, já que obedecia o ritual do templo (Jeremias 7:4, 8-11); Jesus disse algo parecido (Mateus 21:12-13).
5. Tanto Jeremias como Jesus estavam destinados a viver uma vida solitária.
6. Jeremias e Jesus choraram sobre Jerusalém (Jeremias 8:20-9:1; Mateus 23:37).
7. Tanto Jeremias como Jesus sabiam que a palavra final de Deus ao Seu povo não era de juízo, mas de uma nova aliança (Jeremias 31:31; Mateus 26:17-28).
8. Tomando-se em conta estas semelhanças, não é de admirar que algumas pessoas pensaram que Jesus era Jeremias (Mateus 16:13-14).

A mensagem no capítulo em pauta é profunda; impacta a todo aquele que dedica tempo ao estudá-la. Observe alguns pontos:

• O início da caminhada religiosa é maravilhosa, assim como o dia do casamento, tudo é belo em derredor quando diz “sim” ao Senhor (vs. 1-3);
• O primeiro amor, se não cultivado, começa a perder seu fervor (vs. 4-8);
• As atitudes equivocadas e indiferença no casamento atestam a frieza do amor, assim como no relacionamento com o Senhor (vs. 9-35);
• As consequências de afrouxar no relacionamento com Deus são piores do que ser frio no casamento (vs. 36-37).

Não é fácil ouvir isto! É forte demais!

A mensagem de Deus fere visando restaurar, sangra para limpar gangrenas purulentas do pecado; assim, ela tem poder purificador, curativo e transformador. Contudo, o pecador prefere ficar longe dela. Consequentemente, aquele que usa a Palavra de Deus nem sempre é bem quisto na sociedade, muitas vezes nem pelo próprio povo de Deus.

A verdade é: Trocar Deus por qualquer coisa é o mesmo que deixar de beber água na fonte pura por preferir cloacas de água podre, imunda.

Deus anseia nosso retorno ao primeiro amor! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí
#rpsp #ebiblico #rbhw

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Dominado pelo desânimo

Dominado pelo desânimo, 26 de Julho


Pediu para si a morte e disse: Basta; toma agora, ó Senhor, a minha alma, pois não sou melhor do que meus pais. 1 Reis 19:4.

Poderá parecer que depois de haver mostrado tão grande coragem, após haver triunfado tão completamente sobre o rei, sacerdotes e povo, Elias não devesse jamais haver dado caminho ao desânimo, nem ter sido levado à intimidação. Mas aquele que havia sido abençoado com tantas evidências do amorável cuidado de Deus, não estava acima das fragilidades humanas, e nesta hora escura sua fé e coragem abandonaram-no. ...

Tivesse ele ficado onde estava, tivesse feito de Deus seu refúgio e fortaleza, permanecendo firme pela verdade, e teria sido abrigado do perigo. O Senhor lhe teria dado outra assinalada vitória, enviando Seus juízos sobre Jezabel. ...

Na experiência de todos surgem ocasiões de profundo desapontamento e extremo desencorajamento — dias em que só predomina a tristeza, e é difícil crer que Deus é ainda o bondoso benfeitor de Seus filhos na Terra; dias em que o dissabor mortifica a alma, de maneira que a morte pareça preferível à vida. É então que muitos perdem sua confiança em Deus. ... Pudéssemos em tais ocasiões discernir com intuição espiritual o significado das providências de Deus, veríamos anjos procurando salvar-nos de nós mesmos, esforçando-se por firmar nossos pés num fundamento mais firme que os montes eternos; e nova fé, nova vida jorrariam para dentro do ser. ...

Para o desalentado há um seguro remédio — fé, oração e trabalho. Fé e atividade proverão segurança e satisfação que hão de aumentar dia após dia. Estais tentados a dar guarida a sentimentos de ansiedade ou acérrimo desânimo? Nos dias mais negros, quando as aparências parecem mais agressivas, não temais. Tende fé em Deus. Ele conhece vossas necessidades; possui todo o poder. Seu infinito amor e compaixão são incansáveis. ... E concederá a Seus fiéis servos a medida de eficiência que suas necessidades requerem. ...

Abandonou Deus a Elias em sua hora de provas? Oh, não! Ele não amava menos Seu servo quando este se sentiu abandonado de Deus e dos homens, do que quando, em resposta a sua oração, flamejou fogo do céu e iluminou o topo do monte. — Profetas e Reis, 159, 160, 162, 164-166.


Este texto vem do livro devocional Vidas que Falam pelo Ellen G. White.
Para ver mais de seus livros, visite egwwritings.org

Jeremias 1 Comentários Pr Heber Toth Armí

Jeremias 1
Comentários Pr Heber Toth Armí

Você precisa ler a Bíblia para conhecer a Deus, pois Ele já te conhece melhor do que o conhecimento que você tem de si mesmo.

Deus sabe quem você é antes de você se conhecer, aliás, Ele te conhece antes mesmo de tua existência.

• É Deus quem nos forma; por isso, o nascimento de todo bebê é miraculoso – que, por nascerem tantos, parece “milagre comum”.

Neste capítulo temos:

1. Contexto de Jeremias (vs. 1-3);
2. Chamado de Jeremias (vs. 4-10);
3. Missão de Deus a Jeremias (vs. 11-19). Deus...
• Mostra a visão;
• Faz a preparação;
• Promove a capacitação;
• Promete proteção.

Vamos meditar no texto?

Deus não depende das nossas habilidades, mas de nossa disponibilidade para Sua missão. Ele forma, escolhe, capacita, santifica, orienta, fornece palavras e ainda protege dos perigos – os quais existem para quem se põe ao lado de Deus em um mundo que se opõe a Seus princípios.

• Só quando percebemos que sem Deus não somos nada, é que Ele pode nos usar para tudo o que Ele quiser.
• Aqueles que reconhecem sua pequenez diante da grandiosidade de Deus se tornam grandes na obra evangelística.

Os servos de Deus nadam contra a correnteza furiosa, estão contra a maré que intenta destruir os poucos remanescentes. Os representantes de Deus colocam-se contra o pecado e confrontam a religião pervertida; portanto, falam o que as pessoas detestam ouvir.

Muitos que avaliam aos servos de Deus podem rejeitá-los; pois, os padrões do mundo não coincidem com os padrões divinos. A rejeição à mensagem e ao mensageiro de Deus se dá pelas pessoas que tem conceitos equivocados que regem suas decisões e ações.

• A presença de Deus faz a diferença frente aos indiferentes que intentam calar àqueles que põem sua confiança no Senhor.
• Deus não apenas capacita Seus servos, Ele promete protegê-los dos perigos que surgirem e das oposições que se levantarem.

Quando Deus quer alguém para uma função Ele não pede o currículo, Ele mostra o Seu currículo: Criador, Santificador, Capacitador, Protetor, Juiz, poderoso, etc. Portanto, com Deus, não importa se você é inexperiente, novo(a) demais, tímido(a), fraco(a), inadequado(a), incapaz, medroso(a)...

Então, levante-se, viva hoje com a certeza de que Deus está ao teu lado; entretanto, viva o chamado dEle para você!

Estás disponível?– Heber Toth Armí #rpsp #ebiblico #rbhw

terça-feira, 25 de julho de 2017

Vazio de si mesmo


Vazio de si mesmo, 25 de Julho


Elias era homem sujeito às mesmas paixões que nós e, orando, pediu que não chovesse, e, por três anos e seis meses, não choveu sobre a terra. E orou outra vez, e o céu deu chuva, e a terra produziu o seu fruto. Tiago 5:17, 18.

Lições importantes nos são apresentadas na experiência de Elias. Quando, no Monte Carmelo, fez oração para que chovesse, foi provada sua fé, mas ele perseverou em fazer conhecida a Deus sua petição. ... Tivesse cedido ao desânimo na sexta vez, sua oração não teria sido atendida, mas perseverou até que viesse a resposta. Temos um Deus cujos ouvidos não se acham fechados às nossas petições; e se provarmos Sua Palavra, Ele honrará nossa fé. Quer Ele que todos os nossos interesses estejam entretecidos com os Seus interesses, e então sem risco nos abençoará, pois não daremos a nós mesmos a glória, quando a bênção nos pertencer, mas daremos a Deus todo o louvor. Deus nem sempre atende às nossas orações na primeira vez que O invocamos, pois se assim fizesse, poderíamos achar muito natural termos direito a todas as bênçãos e favores que nos concedeu. Em vez de esquadrinharmos o coração, para ver se entretivemos qualquer mal, se condescendemos com qualquer pecado, tornar-nos-íamos descuidados, deixando de reconhecer nossa dependência dEle e nossa necessidade de Seu auxílio.

Elias humilhou-se até estar em condições de não atribuir a si mesmo a glória. Esta é a condição sob a qual o Senhor ouve a oração, pois então daremos a Ele o louvor. O costume de elogiar os homens é dos que resultam em grande mal. Um elogia o outro, e assim os homens são levados a julgar que lhes cabe glória e honra. Quando exaltais o homem, pondes um laço a sua alma, e fazeis justamente o que Satanás deseja. ... Deus, unicamente, é digno de ser glorificado. — The S.D.A. Bible Commentary 2:1034, 1035.

Quando Elias esquadrinhou o coração, pareceu-lhe decrescer cada vez mais, em sua própria estima e aos olhos de Deus. Pareceu-lhe não ser nada, e Deus ser tudo; e quando chegou a ponto de renunciar ao próprio eu, ao mesmo tempo que se apegava ao Salvador como sua única força e justiça, veio então a resposta. — The S.D.A. Bible Commentary 2:1035.

Este texto vem do livro devocional Vidas que Falam pelo Ellen G. White.
Para ver mais de seus livros, visite egwwritings.org

Isaías 66 Comentários Principais Heber Toth Armí

Isaías 66
Comentários Principais Heber Toth Armí


A história não está descontrolada, sem rumo. Deus a está conduzindo para um propósito nobre!

Observe estes pontos:

1. Deus não quer pessoas obedientes aos Seus mandamentos; Ele procura pessoas que O respeite por quem Ele é e faz, pessoas simples e humildes de coração, que se arrependem diante dEle. Que reconhecem que, sem Ele estaríamos perdidos, na melhor das hipóteses; na pior, nem existiríamos (vs. 1-2).

2. Deus chama, fala, convida, insiste, mas quem O rejeita demonstra rebeldia e rebelião, preferência pelo pecado com suas funestas consequências. O hipócrita, o rebelde, o orgulhoso e arrogante, o indiferente e o imundo se perderão, não por falta de opção, mas por consciente rejeição da graça divina (vs. 3-4).

3. Deus intenta chamar pecadores de todos os tipos a ouvir o que Ele tem a dizer. Muitos aceitam e por isso são ridicularizados e humilhados pelos indiferentes, incrédulos e arrogantes. Certamente, Deus livrará do mal que sobrevirá ao mundo aos que aceitarem Seu chamado (vs. 4-6).

4. Deus, o Criador e operador de extraordinários milagres, que age poderosamente na história e na vida das pessoas, promete, consola, restaura e reaviva aos que são esmagados pelos pecados, pela injustiça e perversidade que imperam no mundo (vs. 7-14).

5. Deus salva. Se há necessidade de salvação, é porque há motivos para isso. “Não pode haver salvação a menos que haja pessoas e situações das quais alguém possa se livrar”, argumenta Paul R. House. Deus salvará os justos das mãos dos ímpios e do pecado, imoralidade e corrupção que reinam na sociedade (vs. 15-17).

6. Deus é o maior dos missionários. Antes do fim, Ele organizará a maior das campanhas missionárias de toda a história para apresentar de forma impactante a última chance de arrependimento e conversão. O evangelho eterno será pregado a toda nação, tribo, língua e povo (vs. 18-21; ver Mateus 24:14; Apocalipse 14:6-12; 18:1-24; 19:1-10).

7. Deus criará um novo Céu e uma nova Terra onde habita a justiça. Ele quer levar os justos para estar com Ele. O pecado será erradicado do Universo, e os salvos viverão felizes para sempre (vs. 22-24; II Pedro 3:9-13; Apocalipse 19:11-21; 20:1-15; 21:1-27).

Antes do novo começo, um grande reavivamento evangélico impactará o mundo. Preparemo-nos para ele! – Heber Toth Armí.

Conte-nos como foi passar mais de dois meses refletindo nas profecias de Isaías #rpsp #rbhw #ebiblico

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Esperando em Deus

Esperando em Deus, 24 de Julho


Então, disse Elias a Acabe: Sobe, come e bebe, porque já se ouve ruído de abundante chuva. 1 Reis 18:41.

Não foi porque houvesse qualquer evidência externa de que águas estavam para desabar, que Elias tão confiantemente mandou que Acabe se preparasse para a chuva. O profeta não viu nenhuma nuvem nos céus; ele não ouvira nenhum trovão. Simplesmente proferira a palavra que o Espírito do Senhor o havia movido a falar em resposta a sua firme fé. 

Resolutamente havia ele feito a vontade de Deus através do dia, e havia manifestado implícita confiança nas profecias da Palavra de Deus; e agora, havendo feito tudo que estava em seu poder, sabia que o Céu outorgaria livremente as bênçãos preditas. O mesmo Deus que havia enviado a estiagem tinha prometido abundância de chuvas como recompensa do reto proceder; e agora Elias esperava pelo derramamento prometido. Em atitude de humildade, “o seu rosto entre os seus joelhos” (1 Reis 18:42), intercedeu com Deus em favor do penitente Israel. ...

Seis vezes o servo retornou com a declaração de que não havia nenhum sinal de chuva nos céus de bronze. Confiante, Elias enviou-o uma vez mais; e agora o servo retornou com a declaração: “Eis aqui uma pequena nuvem, como a mão dum homem, subindo do mar”.

Isto bastou. Elias não esperou que os céus escurecessem. Na pequena nuvem ele contemplou pela fé uma abundância de chuva; e agiu em harmonia com sua fé. ... Enquanto orava, sua fé alcançou as promessas do Céu e agarrou-as; e perseverou na oração até que suas petições fossem respondidas. Ele não esperou pela inteira evidência de que Deus o ouvira, mas se dispôs a aventurar tudo ante o mais leve sinal do divino favor. E no entanto, tudo que ele foi habilitado a fazer sob a orientação de Deus, todos podem fazer em sua esfera de atividade no serviço de Deus. ...

Fé semelhante é necessária no mundo hoje — fé que descanse nas promessas da Palavra de Deus, e recuse desistir até que o Céu ouça. ...

Com a perseverante fé de Jacó, com a inquebrantável persistência de Elias, podemos apresentar nossas petições ao Pai, reclamando tudo o que nos tem prometido. A honra de Seu trono está comprometida no cumprimento de Sua palavra. — Profetas e Reis, 155-158.


Este texto vem do livro devocional Vidas que Falam pelo Ellen G. White.
Para ver mais de seus livros, visite egwwritings.org

Isaías 65 Comentários Pr Heber Toth Armí

Isaías 65
Comentários Pr Heber Toth Armí


Existe um belo e ousado plano, o qual Deus cumprirá a despeito dos oponentes e indiferentes pecadores. Todos os que O buscarem participarão alegremente desse plano.

Reflita atentamente:

1. Deus Se coloca a disposição para que nações do mundo inteiro possam conhecê-lO; pois, isso produz salvação, a qual é de grande interesse divino (v. 1).

2. O povo de Deus que vive à altura (ou nas profundezas) do pecado, receberão a punição dos seus maus atos, os quais incluem:

a) Arrogância (v. 2);
b) Provocação, irritação (v. 3);
c) Práticas rituais, idolátricas (v. 3);
d) Espiritismo, magia, ocultismo, adivinhação, bruxaria, etc. (v. 4);
e) Contaminação do templo do Espírito Santo, comendo carnes impróprias, tais como:

• Carne suína/porco e derivados;
• Outras carnes abomináveis (ver Levítico 11; Isaías 66:17).

f) Aparência de santidade e superioridade, escondendo a pecaminosidade atrás da religião (v. 5).

3. A falsa sinceridade, a religiosidade hipócrita e a perversidade camuflada estão escritas no livro de Deus; e, no dia do juízo, cada pessoa que ignora sua real situação será confrontada com seu registro (vs. 6-7).

4. Todo aquele que, independente de sua condição, se importou em buscar a Deus será poupado entre os condenados. Nem todos do povo de Deus se salvarão, como nem todos os povos mundanos ser perderão. Haverá um remanescente mundial, os que servem verdadeiramente a Deus ligados a Cristo (vs. 8-11).

5. Deus eliminará o mal em todas as suas formas; quem não fugir para Deus de nada adiantará fugir de Deus. O pecado será o combustível da destruição dos indiferentes aos planos divinos (vs. 13-16).

6. O plano de Deus, arruinado pelo pecado, será restaurado. O Jardim do Éden numa Nova Terra voltará a ser o novo lar dos que abominam o pecado e colocam sua esperança em Deus (vs. 17-25).

O plano esboçado em Isaías é ampliado em Apocalipse 21:1-8. O Criador de Gênesis 1 e 2 é o Recriador de Apocalipse 21 e 22. Aquele que rejeita a revelação da origem de nosso planeta não conseguirá acreditar nas promessas que revelam o destino dele.

“No cap. 65, o novo traz uma ordem completamente nova de alegria, plenitude e harmonia para as criaturas de Deus”, comenta a Bíblia Andrews.

Temos grandes motivos para reavivar-nos! – Heber Toth Armí #rpsp #rbhw #ebiblico

domingo, 23 de julho de 2017

Idolatria, outrora e hoje

Idolatria, outrora e hoje, 23 de Julho


Não terás outros deuses diante de Mim. Êxodo 20:3.

Posto que de forma diversa, existe hoje a idolatria no mundo cristão tão verdadeiramente como existiu entre o antigo Israel nos dias de Elias. O deus de muitos homens que se professam sábios, de filósofos, poetas, políticos, jornalistas; o deus dos seletos centros da moda, de muitos colégios e universidades, mesmo de algumas instituições teológicas, pouco melhor é do que Baal, o deus-sol da Fenícia.

Nenhum erro aceito pelo mundo cristão fere mais audaciosamente a autoridade do Céu, ... nenhum é mais pernicioso em seus resultados do que a doutrina moderna, que tão rapidamente ganha terreno, de que a lei de Deus não mais vigora para os homens. — O Grande Conflito entre Cristo e Satanás, 583, 584.

A Bíblia está ao alcance de todos, mas poucos há que realmente a aceitem como guia da vida. A incredulidade prevalece em assustadora proporção, não somente no mundo mas também na igreja. Muitos têm chegado a negar doutrinas que são, com efeito, as colunas da fé cristã. Os grandes fatos da criação conforme são apresentados pelos escritores inspirados, a queda do homem, a expiação, a perpetuidade da lei de Deus, são praticamente rejeitados, quer no todo, quer em parte, por vasta proporção do mundo que professa o cristianismo. Milhares que se orgulham de sua sabedoria e independência, consideram como prova de fraqueza depositar implícita confiança na Bíblia; acham que é prova de talento e saber superiores, cavilar a respeito das Escrituras Sagradas, e espiritualizar e explicar evasivamente suas mais importantes verdades. Muitos pastores estão ensinando ao povo, e muitos mestres e professores estão a instruir os estudantes, que a lei de Deus foi mudada ou ab-rogada; e os que consideram suas reivindicações ainda como válidas, devendo ser literalmente obedecidas, são julgados merecedores apenas de ridículo e desdém. — O Grande Conflito entre Cristo e Satanás, 583.
O último grande conflito entre a verdade e o erro não é senão a luta final da prolongada controvérsia relativa à lei de Deus. Estamos agora a entrar nesta batalha. — O Grande Conflito entre Cristo e Satanás, 582.


Este texto vem do livro devocional Vidas que Falam pelo Ellen G. White.
Para ver mais de seus livros, visite egwwritings.org

ISAÍAS 64 – Comentários Pr Heber Toth Armí

ISAÍAS 64 –
Comentários Pr Heber Toth Armí


Nossa vida, família, igreja, bairro, cidade, país e mundo carecem muitissimamente de reavivamento espiritual. Quão bom seria caso todos tivessem tal consciência e o buscasse com toda perseverança.

Observe com oração estes pontos:

• Baseando-nos na revelação de Deus nas Escrituras, devemos clamar por Sua manifestação (vs. 1,2; Êxodo 19:16-18; Salmo 18:7-15; Isaías 10:17; 31:9).
• Os atos de salvação divinos excedem às expectativas humanas, Deus age extraordinariamente na vida dos que se rendem a Ele (vs. 3-6).
• Devemos clamar por misericórdia e interceder pelo povo perceber o caráter de Deus (vs. 7-9).
• Todos devem clamar a Deus em toda situação, não reclamar da situação (vs. 10-12).

Neste capítulo, “Isaías estava sedento da presença manifesta de Deus. Isaías estava plenamente consciente de que nenhum poder terreno e nenhum recurso humano poderia trazer alento para o seu povo, a não ser a presença de Deus. Esta é também a necessidade da igreja hoje. Não nos contentamos com templos bonitos. Não nos satisfaz um bom orçamento financeiro. Não nos contentamos com pessoas influentes na sociedade frequentando a igreja. Somente a presença manifesta de Deu pode levantar-nos para uma vida maiúscula e superlativa. Somente a presença de Deus pode encher-nos de entusiasmo espiritual. Precisamos desesperadamente de uma visitação extraordinária de Deus em nossa vida, em nossa família, em nossa igreja”.

Após despertar-nos com estas palavras, Hernandes Dias Lopes acrescenta três verdades sobre a presença de Deus: O clamor pela presença de Deus...

• ...só pode partir de corações sedentos por Deus. Ah, que Deus desperte nosso coração desta letargia espiritual! Que Deus nos acorde desse sono da morte! É tempo de buscarmos o Senhor! É tempo de voltarmo-nos para Deus de todo o nosso coração!
• ...tem o propósito de sermos inflamados pelo fogo divino. O profeta Isaías clama pela presença de Deus porque tem consciência da necessidade de ser aquecido pela presença manifesta de Deus como gravetos são inflamados pelo fogo.
• ...tem como propósito a vindicação da própria glória de Deus. Isaías ora para que os céus se fendam e clama pela presença manifesta de Deus, não apenas para que o povo de Deus seja despertado, mas também para que as nações reconheçam a glória de Deus e temam o seu nome.

Sinceramente, precisamos buscar mais a Deus! – Heber Toth Armí #rpsp #ebiblico #rbhw

sábado, 22 de julho de 2017

Heróis de Deus


Heróis de Deus, 22 de Julho


Até quando coxeareis entre dois pensamentos? Se o Senhor é Deus, segui-O; se é Baal, segui-o. 1 Reis 18:21.

Elias, em meio à geral apostasia, não procurou esconder o fato de que servia ao Deus do Céu. Os profetas de Baal eram em número de quatrocentos e cinqüenta; seus sacerdotes, quatrocentos; e seus adoradores eram milhares. Todavia, Elias não procurou dar a impressão de que estivesse do lado do povo. Solenemente permaneceu só. ... Em tons claros, qual trombeta, dirigiu-se Elias à vasta multidão: “Até quando coxeareis entre dois pensamentos?” 1 Reis 18:21. ... Onde estão os Elias de hoje? — Testimonies for the Church 5:526, 527.

Deus deseja que Sua honra seja exaltada diante dos homens como suprema, e Seus conselhos confirmados aos olhos do povo. O testemunho do profeta Elias no Monte Carmelo dá o exemplo de alguém que se pôs inteiramente do lado de Deus e de Sua causa na Terra. ... “Fique, hoje, sabido que Tu és Deus em Israel”, ora ele, “e que eu sou Teu servo e que, segundo a Tua palavra, fiz todas estas coisas. Responde-me, Senhor”, implora ele, “responde-me.” 1 Reis 18:36, 37. ...
Seu zelo pela glória de Deus e seu profundo amor à casa de Israel apresentam lições para instrução de todos quantos se acham hoje como representantes da causa de Deus na Terra. — The S.D.A. Bible Commentary 2:1034.

Coisa alguma se ganha pela covardia ou pelo temor de que se venha a saber que somos o povo de Deus, observadores dos Seus mandamentos. Ocultar nossa luz, como envergonhados de nossa fé, só resultará em revés. Deus nos deixará ao capricho de nossa fraqueza. Não permita Deus que nos recusemos a deixar brilhar nossa luz, em qualquer lugar a que nos possa chamar. Se nos aventurarmos a sair por nossa própria conta, seguindo nossas próprias idéias, nossos planos, deixando atrás a Jesus, não devemos esperar ganhar força, ânimo ou poder moral. Deus tem tido heróis morais, e tem-nos agora — os que não se envergonham de ser Seu povo peculiar. Têm eles a vontade e os planos todos subordinados à lei de Deus. O amor de Jesus os levou a não considerar preciosa sua vida. Sua obra é apanhar a luz da Palavra de Deus e deixá-la brilhar ao mundo, em raios claros, constantes. “Fidelidade a Deus”, eis sua divisa. — Testimonies for the Church 5:527, 528.


Este texto vem do livro devocional Vidas que Falam pelo Ellen G. White.
Para ver mais de seus livros, visite egwwritings.org

Isaías 63 Comentário Pr Heber Toth Armí

Isaías 63
Comentário Pr Heber Toth Armí


O autor do livro em análise “é o maior dos profetas e oradores hebreus. O esplendor da linguagem, a vivacidade das figuras de linguagem, além da versatilidade e beleza do estilo de seu texto são inigualáveis. É justificado ter recebido o título de ‘príncipe dos profetas do Antigo Testamento’”, expressou-se Merril F. Unger.

Jesus virá segunda vez. Não como um bebê dependente de pais humanos, mas como Rei dos reis e Senhor dos senhores a fim de resgatar deste mundo aos que foram resgatados do pecado. Os perversos, arrogantes e imorais que rejeitarem ao plano da redenção divino não suportarão a glória de Cristo e morrerão enquanto os salvos forem elevados às moradas celestiais.

A linguagem dos seis primeiros versículos deste capítulo de Isaías coincide com a linguagem escatológica de João em Apocalipse 14:17-20. Vale a pena conferir os dois textos. Eles revelam um caráter simétrico nos dois Testamentos: Justiça e amor. Deus oferecendo salvação aos que se inclinam para aceitá-la, mas punição aos amantes dos diversos tipo de pecados.

Os versos 7-19 é uma magnífica prece. “Assim como a oração em Dn 9 ela começa falando sobre o relacionamento de aliança entre Deus e Seu povo. A lealdade do Senhor à aliança é mencionada em primeiro lugar e, logo em seguida, os louvores a Ele devidos. A oração propriamente dita, em forma de pedidos, entra em foco do v. 15 até o fim do capítulo”, (John MacArthur).

Do capítulo em apreço destacamos algumas preciosas lições:

• Jesus vencerá a batalha do Armagedom. Está profetizado! Assim será! Quem faz aliança com Ele e permanece fiel, será salvo no dia da vingança (ver Joel 3:13; Apocalipse 19:11-21).
• As figuras utilizadas por Isaías como “lagar”, “pisar”, etc. mostram que Jesus eliminará radicalmente o mal, para que prevaleça somente o bem. Essa é promessa positiva e devemos aguardá-la, para que o sacrifício de Cristo valha a pena para nós.
• Devemos alegrar, jamais entristecer ao Espírito Santo. Ele é essencial para transformar-nos!
• Precisamos orar para preparar-nos para esse dia. Devemos olhar ao passado na história sagrada e ver como Deus foi Pai bondoso, misericordioso e paciente para, então, erguer nossos esperançosos olhos ao futuro – com confiança!

Ao compreendermos melhor a Deus, clamaremos mais por Sua intervenção! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí #rpsp #rbhw #ebiblico

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Elias perante Acabe

Elias perante Acabe, 21 de Julho


Respondeu Elias: Eu não tenho perturbado a Israel, mas tu e a casa de teu pai, porque deixastes os mandamentos do Senhor e seguistes os baalins. 1 Reis 18:18.

Através dos longos anos de estiagem e fome, Elias orou fervorosamente para que o coração dos israelitas volvesse da idolatria para a fidelidade a Deus. Com paciência o profeta esperou, enquanto a mão do Senhor caía pesadamente sobre a terra flagelada. ...

Afinal “depois de muitos dias, a palavra do Senhor veio a Elias no terceiro ano, dizendo: Vai e mostra-te a Acabe; porque darei chuva sobre a terra”. 1 Reis 18:1. ...

O rei e o profeta postam-se face a face. Embora Acabe esteja cheio de apaixonado ódio, contudo, na presença de Elias parece acovardado, impotente. Em suas primeiras vacilantes palavras: “És tu o perturbador de Israel?” (1 Reis 18:17) ele inconscientemente revela os íntimos sentimentos de seu coração. Acabe sabia que fora pela palavra de Deus que os céus se tinham tornado como bronze, embora procurasse lançar sobre o profeta a culpa pelos pesados juízos que caíam sobre a terra. ...

Permanecendo em conscienciosa inocência perante Acabe, Elias não procura escusar-se ou lisonjear o rei. Nem busca fugir à ira do rei mediante as boas novas de que a seca está para findar. Ele não tem desculpas a pedir. Com indignação e em zelo pela honra de Deus, devolve a imputação de Acabe, declarando audazmente ao rei que são os pecados dele, rei, e de seus pais, que trouxeram sobre Israel esta terrível calamidade. ...

Há necessidade hoje da voz de severa repreensão, pois graves pecados têm separado de Deus o povo. ... Os sermões macios tão freqüentemente pregados não deixam impressão duradoura; a trombeta não dá um sonido certo. Os homens não são atingidos no coração pelas claras, cortantes verdades da Palavra de Deus. ...

Deus chama homens como Elias, Natã e João Batista — homens que levarão fielmente Sua mensagem sem considerar as conseqüências; que corajosamente falarão a verdade, ainda que isso signifique sacrifício de tudo que possuem. — Profetas e Reis, 133, 137, 139, 140, 142.

Este texto vem do livro devocional Vidas que Falam pelo Ellen G. White.
Para ver mais de seus livros, visite egwwritings.org

Isaías 62 – Comentários Pr Hebert Thot Armí

Isaías 62 –
Comentários Pr Hebert Thot Armí


O Messias já veio a este mundo. Morreu para resgatar do pecado todo ser humano que a Ele aceitar. Subiu ao Céu, e logo voltará!

Os fieis perseguidos no período do cristianismo parecem abandonados, mas logo Jesus voltará. “Sião que durante os anos do exílio parecia esposa abandonada de seu marido, voltaria em breve a ser de novo desposada pelo Senhor” (Siegfried Julio Schwantes).

“O Apocalipse compara a reconciliação final da humanidade com seu Deus, depois de todos os milênios de alienação, às ‘bodas do Cordeiro’ e pronuncia uma bênção sobre ‘aqueles que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro’ (Apoc. 19:7 e 8)”, afirma Schwantes.

Após mil anos no céu, os salvos juntamente com a Trindade e Seus anjos descerão à Terra na Nova Jerusalém para fazer dessa Cidade Santa a capital do Universo.

“A sugestão tem sido feita de que o belo poema do cap. 62 se compõe de três estrofes”, observa Schwantes. Os quais ensinam-nos importantes verdades:

• Deus não desiste da humanidade, Ele investiu no Israel do passado para abençoar pecadores de todas as eras. Deus não sossegará enquanto Jerusalém não receber um novo nome: Hefzibá, minhas delícias. Ao se casar, a noiva recebe um novo nome. O antigo nome “Desolada” será substituído por “Beulá” ou “Desposada” (vs. 1-5).

• Deus dará guardas fieis para que Seu povo viva em paz, feliz e sem perigo. Isso se dará na Nova Jerusalém, na Nova Terra – promessas que foram ampliadas após o desprezo dos judeus pelo Messias (vs. 6-9; Apocalipse 14, 21-22).

• Deus quer que os que creem em Suas promessas orem, anseiem por elas. Deus também quer que Seus planos sejam proclamados em todos os lugares do nosso Planeta (vs. 10-12).

O fato de Deus ter cumprido muitas de Suas promessas é a garantia do cumprimento das que ainda restam.

A seguir está o coro do hino de autoria de C. Austin Miles (363 HASD). Procure-o e cante-o durante o dia todo para ativar mais tua segurança das promessas de Deus!

Vivo no alto da montanha,
Sob um céu de puro azul,
Junto à fonte de águas vivas,
Que nunca secará,
E me alimento cada do
Desse bom maná do Céu,
Pois habito em Terra de Beulá.

Alegremo-nos! Reavivemo-nos! Testemunhemos! – Heber Toth Armí #rbhw #rpsp #ebiblico

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis