segunda-feira, 29 de abril de 2024

Ezequiel 35 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 

Leitura Bíblica – Ezequiel 35

Comentário: Pr. Heber Toth Armí

EZEQUIEL 35 – O profeta de Deus, neste capítulo, enfatiza a responsabilidade individual e coletiva pelas ações e consequências.

Ezequiel 35 descreve uma mensagem profética dirigida aos habitantes de Edom. Ezequiel denuncia os pecados e ações injustas cometidas pelos edomitas, incluindo sua hostilidade contra israelitas. De um ponto de vista ético, o texto sagrado ilustra princípios como justiça, retidão e responsabilidade moral. Destaca-se a condenação da atitude egoísta e vingativa de Edom, que resulta em sofrimento para outros povos.

Desta forma, estamos diante de uma mensagem inspirada que ressalta a importância da equidade, compaixão e respeito pelos direitos e dignidade dos outros, bem como a responsabilidade pelas consequências de nossas ações em relação aos outros; fica evidente que as injustiças não passam despercebidas aos olhos de Deus e resultam em consequências severas (Ezequiel 35:1-4). A partir disso, considere os seguintes destaques:

• A punição de Edom é vista como consequência direta de suas ações. Isso salienta a justiça divina, onde as ações de uma pessoa ou nação têm consequências morais. Existe uma relação entre o comportamento humano e as intervenções divinas (Ezequiel 35:5-9).

• A condenação de Edom se deve ao seu ódio revelado na ira e no ciúme para com o povo de Deus em dias de dificuldades. A falta de empatia e compaixão com os necessitados atrai a retribuição de Deus, lembrando que precisamos mostrar piedade e solidariedade com os outros, especialmente aqueles que estão sofrendo, mesmo sendo estrangeiros (Ezequiel 35:10-11).

• A sentença contra Edom destaca a responsabilidade moral das nações e indivíduos por suas decisões e ações. Todos nós somos responsáveis não apenas por nossas ações diretas, mas também como respondemos ao sofrimento dos outros. Orgulho não passa de entulho que deve ser exterminado (Ezequiel 35:12-13).

• A justiça sobre Edom revela a fidelidade de Deus, O qual protege Seu povo. Ele observa tudo o que é feito ao Seu povo e toma providências para agir contra injustiças praticadas contra ele (Ezequiel 35:14-15). Daniel 7 também trata dessa temática, e o faz de forma mais abrangente!

Se aplicarmos o texto a nossa vida, seu conteúdo serve para promover relações justas e pacíficas entre os indivíduos e as nações, incentivando a busca pela justiça e pela reconciliação em vez da vingança e da opressão.

Portanto, reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz

••••

Nenhum comentário:

Teoceno

  Devocional Diário Vislumbres da eternidade 24 de maio https://mais.cpb.com.br/meditacao/teoceno/ Teoceno Nós, porém, segundo a promessa d...