terça-feira, 2 de abril de 2024

Belezas naturais

 Devocional Diário

Belezas naturais

Deus fez tudo formoso no seu devido tempo. Também pôs a eternidade no coração do ser humano, sem que este possa descobrir as obras que Deus fez desde o princípio até o fim. Eclesiastes 3:11

O Museu Guggenheim Bilbao é uma obra do arquiteto canadense Frank Gehry. O edifício tem um aspecto muito especial com suas curvas e irregularidades e sua superfície de titânio. Esse aspecto varia em função da luz do Sol e do volume das nuvens, proporcionando diferentes cores e matizes. Qual é o segredo dessa beleza? É fácil: a utilização da biomimética, ou seja, a imitação da natureza.

Em Harare, Zimbábue, há um edifício que foi construído imitando a estrutura de um cupinzeiro. O prédio se mantém frio de maneira natural, utilizando somente 10% da energia de um edifício convencional. Como diria Provérbios 6:6: “Vá ter com a formiga, ó preguiçoso! Observe os caminhos dela e seja sábio.”

Existem outros exemplos como esses: o traje de natação Fastskin FSII, que imita a pele dos tubarões para que o atleta possa nadar mais rápido; painéis solares que seguem o padrão das asas das borboletas para ser mais eficientes; tintas que repelem a água como a flor de lótus; ou coletores de água que imitam o escaravelho. São desenhos muito especiais com algo em comum: imitar o que já foi criado. É que, antes de o Museu Guggenheim Bilbao existir, já havia Sol e nuvens que mudam de cor constantemente. Antes do edifício exótico de Harare, já havia cupinzeiros com altos níveis de sustentabilidade. Podemos dizer o mesmo do tubarão, das borboletas, da flor de lótus e dos escaravelhos.

Deus é assim. Tudo que Ele faz é eficaz e, ao mesmo tempo, belo. Não se trata apenas de formas, mas de beleza com alto rendimento. Ao contemplarmos essas criações, compreenderemos que elas não são obra do acaso, mas que há Alguém por trás de toda essa perfeição. Ele fez tudo isso porque nos ama, porque queria que vivêssemos em um mundo belo e útil. Mesmo manchado pelo nosso pecado, o planeta em que vivemos ainda é um extraordinário testemunho do amor de Deus.

Quando refletimos no carinho manifestado pelo Eterno em cada detalhe, nosso interior se enche de esperança e fé. Ao meditarmos nas belezas naturais, receberemos uma amostra grátis do mundo porvir, a eternidade que Deus colocou em nosso coração. 

Vislumbres da eternidade
2 de abril
https://mais.cpb.com.br/meditacao/belezas-naturais/

•••

Nenhum comentário:

No caminho

  Devocional Diário Vislumbres da eternidade 12 de julho https://mais.cpb.com.br/meditacao/no-caminho/ No caminho Ensine a criança no camin...