sábado, 16 de março de 2024

Jeremias 48 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica – Jeremias 48
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


JEREMIAS 48 – Os profetas desempenhavam papel crucial na vida política e religiosa de Israel e das nações circunvizinhas. Eles eram escolhidos por Deus para transmitir Sua Palavra e vontade aos líderes e ao povo, muitas vezes confrontando-os com questões de justiça, moralidade e fidelidade a Deus.

• Um exemplo notável é o profeta Natã, que confrontou o rei Davi após o seu adultério com Bate-Seba e o assassinato de Urias. Natã não hesitou em denunciar o pecado desse rei, mesmo sabendo que isso poderia custar-lhe a vida. Ele agiu como um mensageiro de Deus, chamando Davi ao arrependimento e anunciando as consequências de seus atos.

• Outro exemplo é o profeta Elias, que confrontou o rei Acabe e sua esposa Jezabel por causa de sua idolatria e injustiça. Elias ousadamente profetizou uma seca sobre a terra como julgamento divino e confrontou os profetas de Baal no monte Carmelo, demonstrando o poder e fidelidade de Deus.

• Da mesma forma, Jeremias era um profeta que não temia denunciar os líderes de Israel por Sua idolatria, corrupção e injustiça. Ele advertiu sobre a destruição iminente de Jerusalém e do Reino de Judá se o povo não se arrependesse de seus pecados e voltasse para Deus.

Porém, o ministério profético não era restrito ao território do povo de Deus. De Jeremias 46 a 51, o profeta profere sentenças sobre nações e povos estrangeiros. Tudo isso evidencia como os profetas de Deus exerciam influência significativa na esfera política mundial. Não faziam isso por interesse pessoal ou ambição, mas como instrumentos divinos para trazer justiça e restauração às nações. Eles desafiavam os governos a agirem com justiça e a cuidarem do bem-estar do povo.

Jeremias 48 é uma profecia contra Moabe, um povo orgulhoso e autoconfiante – sua arrogância o levaria à ruína. Embora os moabitas se vangloriassem de suas cidades fortificadas e de suas habilidades militar, Deus denuncia sua destruição.

• Dele é a Terra e conduz sua História!

Jeremias lamenta a queda de Moabe, apesar de sua maldade e opressão (Jeremias 48:31-46). A despeito do juízo iminente sobre Moabe, Deus promete uma restauração no futuro distante (Jeremias 48:47), revelando Seu caráter gracioso e benevolente.

• Assim, o juízo divino visa a restauração humana!

Precisamos aprender a orar pelos governantes, e pelas nações! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz
••••

Nenhum comentário:

Beleza interior

  Devocional Diário Beleza interior Quão grande é a Sua bondade! E quão grande é a Sua formosura! Zacarias 9:17 A estética é muito important...