segunda-feira, 11 de março de 2024

Jeremias 43 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica – Jeremias 43
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


JEREMIAS 43 – Nem todo remanescente do povo de Deus é obediente. O remanescente que ficou em Judá após o cativeiro babilônico confrontou ao profeta acusando-o de mentiroso, falso e traiçoeiro. Então, ousada e arrogantemente partiram ao Egito, contrariando a mensagem que pediram a Deus através de Jeremias.

• “Quando os israelitas se cansaram de viver pela fé, caminharam cerca de 400 km a Sudoeste, na direção do Egito, onde tudo era claro e preciso. Eles levaram Jeremias consigo. Durante toda sua vida, Jeremias havia pregado uma fé intensamente pessoal. Ao contrário, o Egito organizou uma religião que era burocrática e impessoal. A grande ironia da vida do profeta foi ter terminado seus dias no Egito, um lugar que representava tudo aquilo que ele sempre censurou”, diz Eugene Peterson.

• “Não há nada mais difícil que viver com espontaneidade, esperança e virtude – pela fé. E jamais houve um período em que as condições externas foram mais contrárias a esse viver do que aqueles dias confusos e devastadores que se seguiram à invasão babilônica. O templo, centro do culto por quase meio milênio, estava em ruínas. O ritual, rico em símbolos e significado, fora abolido. As vozes dos sacerdotes que haviam proferido palavras de ânimo por décadas jaziam silentes. Apesar desse cenário traumático, Jeremias reafirmou ao povo a necessidade de deixar suas lágrimas e começar uma nova vida de fé”. Contudo, “para os israelitas, era muito mais fácil procurar refúgio no Egito. Assim, lá foram eles”. Pois acreditavam que, “em terras egípcias não havia incertezas, riscos nem ambiguidades...”. Hoje em dia, também, “muitas pessoas escolheram viver no Egito em vez de perseverar na fé”, afirma Peterson.

Deus, através do seu profeta, alertou, revelando que a concepção do povo sobre o Egito estava absurdamente equivocada (Jeremias 43:7-13). Ao apresentar as desgraças que viriam sobre o Egito, Deus pretendia que Seu povo soubesse que não era possível escapar da disciplina – oriunda de seus pecados – confiando em soluções terrenas para seus problemas. Ele queria que confiassem nEle e obedecessem às Suas instruções, mesmo que isso implicasse enfrentar dificuldades e incertezas (Jeremias 43:1-6).

Com isso, Deus demonstrava ser maior que o Egito; o povo deveria mostrar sabedoria confiando em Sua Soberania! Precisamos, como indivíduos e como Igreja, dessa lição também! Portanto, reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz
••••

Nenhum comentário:

Beleza interior

  Devocional Diário Beleza interior Quão grande é a Sua bondade! E quão grande é a Sua formosura! Zacarias 9:17 A estética é muito important...