domingo, 11 de fevereiro de 2024

Jeremias 14 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica – Jeremias 14
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


JEREMIAS 14 – Aqui, o profeta mistura lamento, intercessão, exortação e promessa, refletindo tanto a condição desesperada do povo ingrato, hipócrita, rebelde e arrogante quanto a relação entre Deus e Seu servo, o profeta.

Cada um dos pontos deste capítulo tem informações relevantes; considere...

• Jeremias 14:1-6 descreve a seca e a fome em Judá. O povo está em lamento e tristeza, buscando água, mas em vão.
• Jeremias 14:7-9 revela o profeta intercedendo em favor do povo, apelando a Deus para que não os rejeite por causa de seus pecados.
• Jeremias 14:10-12 mostra que Deus responde a súplica de Jeremias rejeitando as súplicas do povo, por causa da persistente infidelidade e idolatria.
• Jeremias 14:13-16 apresenta um diálogo do profeta verdadeiro com Deus e a profecia contra os falsos profetas, prognosticadores.
• Jeremias 14:17-18, o profeta de Deus expressa a própria aflição e tristeza diante da situação do povo devido aos seus pecados.
• Jeremias 14:19-22 demonstra a preocupação do profeta em mais uma súplica a Deus em nome do povo, clamando que Ele intervenha por causa de Seu próprio nome e reputação.

A grande seca acarreta fome e miséria (Jeremias 14:1-6), mas os falsos profetas intentam iludir o povo com falsas mensagens (Jeremias 14:13). Considerando Jeremias 14:14-18, Deus ensina pelo menos três verdades impactantes a nós, que vivemos numa sociedade pluralista, inclusive na religião:

1. Essência dos falsos profetas: O próprio Deus declara que os falsos profetas/pregadores estão propagando mentiras em Seu nome, sem terem sido enviados por Ele. Eles falam presumindo autoridade divina, e assim enganam facilmente multidões.
2. Mensagem dos falsos profetas: Deus revela que eles propagam falsas visões, vaidades e enganos do próprio coração. Em vez de transmitirem a verdadeira Palavra de Deus, estão criando mensagens que satisfazem seus próprios interesses ou afagam o ego dos ouvintes falando o que mais lhes convêm.
3. Consequências para os falsos profetas: Deus afirma que tanto os profetas falsos quanto aqueles que os ouvem serão punidos. Os falsos profetas enfrentarão a espada e a fome, sendo consumido pelas calamidades que eles negligenciaram, assim também seus seguidores.

Esse tema é expandido no Novo Testamento (Mateus 7:15-20; 24:11, 24; II Pedro 2:1-3). Na Bíblia, Deus adverte contra o engano. Sua Palavra é escudo para proteger-nos de mensagens falsas. Portanto, reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.

#rpsp #ebiblico #palavraeficaz
••••

Nenhum comentário:

No caminho

  Devocional Diário Vislumbres da eternidade 12 de julho https://mais.cpb.com.br/meditacao/no-caminho/ No caminho Ensine a criança no camin...