terça-feira, 9 de janeiro de 2024

Tal como é

 Devocional Diário

Vislumbres da eternidade
9 de janeiro

Tal como é

[…] Quando o Senhor Deus fez a terra e os céus. Gênesis 2:4, NVI

Para os rabinos, esse verso era um problema. Nada relacionado ao criacionismo nem ao momento em que tudo foi criado. Na verdade, o que os preocupava era a ordem das palavras, pois, para eles, nada era supérfluo. Gênesis 1:1 diz que Deus criou “os céus e a terra”, enquanto Gênesis 2:4 (NVI) diz “a terra e os céus”. Por que essa mudança na ordem das palavras? Houve muita discussão sobre essa questão. Para a maioria dos estudiosos, a conclusão foi que as duas expressões são equivalentes e que a ordem dos termos não tem a menor importância, pois o cerne da questão é que foi Deus quem criou.

Porém, o verso esconde uma mensagem relevante, já que é a primeira vez que a palavra “Senhor” (Yahweh, no original) aparece. Até esse ponto, somente a palavra “Deus” havia sido utilizada. Alguns pensam que os dois nomes são utilizados porque o livro do Gênesis teve autores diferentes. Nós, porém, cremos que o autor foi Moisés e que ele foi inspirado. Como explicar então esse verso? Observe que Gênesis 1 apresenta um relato macro, uma narração a partir da grandeza do Universo. Deus cria apenas com o falar, pois Ele é Deus. Em Gênesis 2, o Senhor aparece, e encontramos um relato micro, uma narração da criação do homem de um ponto de vista mais próximo. O Eterno cria de perto porque Ele é Deus e está ao lado do homem quando precisa estar. Ele Se aproxima do homem e Se relaciona com ele. Deus é o Deus dos céus por ser o Soberano do Universo, e é o Deus da terra porque é o Amigo das pessoas.

Essas duas qualidades fazem Dele alvo do nosso amor. Ele é o Deus das miríades de seres celestes, Soberano absoluto do cosmo e, ao mesmo tempo, o melhor companheiro que há no mundo. Há quem pense somente no Deus da terra, só no Deus das pessoas, e acabe abraçando uma religião meramente social. Mas Ele é o Deus da terra e dos céus. Ele é imensidade e detalhe, poder e ternura. É curioso observar que, antes de fazer o ser humano, Yahweh quis deixar claro que Ele é o Deus Criador. Ele quer que vivamos em equilíbrio porque, assim, conheceremos cada uma de Suas dimensões. Ele também quer que O respeitemos como Senhor, que dialoguemos com Ele como amigo e que O amemos como Deus. Esse é seu desejo também? 

https://mais.cpb.com.br/meditacao/tal-como-e/

Nenhum comentário:

Lecitina espiritual

DEVOCIONAL DIÁRIO - VISLUMBRES DA ETERNIDADE  27 de fevereiro Lecitina espiritual    Para a liberdade foi que Cristo nos libertou. Por isso,...