domingo, 14 de janeiro de 2024

Cristo ama você

 Cristo ama você

Todo aquele que crê que Jesus é o Cristo é nascido de Deus, e quem ama Aquele que O gerou ama também o que Dele é nascido. 1 João 5:1

Eu precisava fazer um exame de revalidação e já não me lembrava muito bem de alguns conceitos de Física, de maneira que decidi tomar algumas aulas particulares. O professor, recém-formado em Química (dizem que os melhores professores de Física são os de Química), tinha me causado uma boa impressão. Nada a ver com a realidade! Ele chegava atrasado, dormia durante as aulas (sim, um professor dorminhoco) e era muito desorganizado. Dentro dessa realidade, um dia, de maneira séria e professoral, ele disse: “Ao estudar Física, o mais importante é que você seja responsável e organizado.” Até hoje acho tudo isso bem divertido. Era difícil acreditar que alguém com aquelas características pudesse dar esse tipo de conselho.

Para a maioria dos não crentes, a figura de Jesus é fictícia. Para esses, Jesus não é uma pessoa relevante, muito menos a declaração de que Ele os ama, especialmente quando consideram o comportamento de certos cristãos.

Acredito que os não crentes podem ter a mesma impressão que eu tive do meu professor de Física. Não temos credibilidade porque, em muitas ocasiões, nosso discurso não se harmoniza com nossa vida. Não podemos dizer “Cristo ama você” e tratar mal nossos empregados, enganar os que estão ao nosso redor ou ser racistas, elitistas ou machistas. Causa dissonância alguém falar de amor e não demonstrar amor.

Só estaremos autorizados a dizer essa frase quando, de fato, amarmos. Só então nosso discurso e nossa vida serão coerentes e teremos credibilidade. É difícil alguém querer se tornar crente se o que lhe propomos não é crível. Agora, se decidimos amar (primeiro a Deus e, depois, aos outros), entramos na via da responsabilidade e da verdadeira identidade cristã. Não teremos que empreender cruzadas, pois o importante será a cruz que redime. Não teremos que avaliar ou indagar, pois Jesus não veio julgar, mas salvar. Não teremos que exigir normas, pois os princípios nos farão indivíduos dinâmicos. Não viveremos no erro, pois a luz de Cristo esclarecerá tudo. Seremos verdadeiramente de Jesus e poderemos dizer aos outros: “Cristo ama você.”

O que falta para você viver esse amor?

Devocional Diário

Vislumbres da eternidade
14 de janeiro
https://mais.cpb.com.br/meditacao/Cristo-ama-voce/

Nenhum comentário:

Lecitina espiritual

DEVOCIONAL DIÁRIO - VISLUMBRES DA ETERNIDADE  27 de fevereiro Lecitina espiritual    Para a liberdade foi que Cristo nos libertou. Por isso,...