sábado, 24 de junho de 2023

Salmos 49 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica – Salmos 49
Comentário: Pr. Heber Toth Armí


SALMO 49 – Uma verdade óbvia é que ao morrer, nada levará, deixará tudo! Viver ciente dessa verdade pode fazer-nos refletir mais em nossa existência e aproveitar sabiamente o tempo que temos.

“Esse Salmo desenvolve temas usados de maneira ampla em Eclesiastes. Entre eles estão a natureza transitória da vida (49:12; Ec 3:18-21) e as limitações do saber e da riqueza (Sl 49:10, 12; Ec 2:15-16; 5:8-17)”, comenta Duane Garrett.

A mensagem do Salmo 49 impulsiona a uma reflexão profunda! William MacDonald faz a seguinte observação: “Um dos grandes enigmas da vida é o fato de os perversos com frequência desfrutarem prosperidade material enquanto os fieis, muitas vezes, são pobres e desfavorecidos. Mas essa não é a história toda. A riqueza na qual os ímpios confiam com tanta devoção os deixará na mão na hora de maior necessidade. Não tem poder para salvá-los da morte nem para evitar que se corrompam na sepultura. Não podem desfrutá-la para sempre, levá-la consigo ou voltar para usufruir dela. Em longo prazo, é insensato confiar no dinheiro, em vez de confiar no Senhor! Essa é a essência do Salmo 49... Mais cedo ou mais tarde, até os sábios morrem. Semelhantemente, o estulto rico e o inepto afluente perecem e deixam a outros as suas riquezas. Observe que o texto não diz que os sábios deixam as riquezas para outros. É mais provável que seu testamento diga: ‘Estando eu em plena posse de minhas faculdades mentais, dediquei, em vida, todos os meus bens à obra do Senhor’”.

Isso porque o fiel, dependente de Deus; diferentemente dos tolos, ele sabe o que lhe aguarda no futuro. “Salmos 49:15 é uma promessa clara de ressurreição”, afirma Garrett. Porém, o incrédulo “se juntará aos seus antepassados, que nunca verão a luz” (Salmo 49:19).

O sábio recebe recursos de Deus e usa-os na Terra para ajuntar tesouros no Céu, onde viverá eternamente; o tolo toma para si e de nada adiantará ao morrer, senão para que outros usufruam.

Além disso, ampliando Salmo 49:7-9, Ellen White salienta que “todas as riquezas que o mais rico dos homens possa ter não são de valor suficiente para cobrir o menor pecado diante de Deus; elas não serão aceitas como resgate da transgressão”.

Portanto, confiemos em Deus! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.
#rpsp #ebiblico #palavraeficaz
•••••

Nenhum comentário:

O poder da informação

  Devocional Diário O poder da informação Que eles deem graças ao Senhor por Sua bondade e por Suas maravilhas para com os filhos dos homens...