domingo, 29 de janeiro de 2023

ANGÚSTIA DE JACÓ

 ANGÚSTIA DE JACÓ

Ouvimos um grito de terror, um grito de medo e não de paz. [...] Ah! Que grande é aquele dia, e não há outro semelhante! É tempo de angústia para Jacó, mas ele será salvo dela. Jeremias 30:5, 7

Na véspera de Sua morte, Cristo fez uma promessa: “Eu pedirei ao Pai, e Ele lhes dará outro Consolador, a fim de que esteja com vocês para sempre: é o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não O vê, nem O conhece. Vocês O conhecem, porque Ele habita com vocês e estará em vocês” (Jo 14:16, 17). Essa promessa começou a se cumprir dias depois, no Pentecostes. A partir de então, e por todos os séculos até se encerrar a oportunidade da salvação, é privilégio do crente ser habitação do Espírito, que dia a dia opera sua transformação (2Co 3:18). É Sua a obra de nos guiar (Rm 8:14) e ajudar em nossas fraquezas (Rm 8:26). Ele também dá a convicção de que Deus nos perdoou completamente, livrando-nos da condenação (Rm 8:1), e nos recebeu em Sua família, fazendo de nós Seus filhos e herdeiros (Rm 8:16, 17). É Ele quem produz em nós o fruto do Espírito, que inclui a alegria e a paz (Gl 5:22) resultantes da certeza da salvação em Cristo e de termos sido perdoados e aceitos por Ele.

O remanescente final da igreja, entretanto, sofrerá angústia justamente por não ter essa certeza. Como isso será possível? Não foi o Espírito prometido para estar sempre com os filhos de Deus? (Jo 14:16). Não é verdade que eles estarão repletos do Espírito, sendo que receberam de Sua plenitude na chuva serôdia? A resposta está no fato de que a situação a ser enfrentada será única. Na ocasião, não haverá mais intercessor entre Deus e a humanidade, os mais terríveis juízos de Deus cairão sobre a Terra, os ímpios tramarão a destruição dos justos, e Satanás estará no auge de sua obra de engano e crueldade. Todas essas coisas contribuirão para que o remanescente se sinta inseguro quanto a seu destino eterno.

Em tudo isso, Deus tem um propósito. O tempo de angústia de Jacó se destina a levar o povo de Deus a renunciar ao mal em todas as suas formas, a odiá-lo intensamente e a identificar-se e comprometer-se totalmente com Deus, de modo a refletir em plenitude a imagem de Cristo. Será “tempo de angústia para Jacó, mas ele será salvo dela”.
 

MEDITAÇÃO DIÁRIA

29 de janeiro
https://mais.cpb.com.br/meditacao/angustia-de-jaco/
https://youtu.be/YLlRhqVxOUo
•••

Nenhum comentário:

Espera ativa

  Devocional Diário  Vislumbres da eternidade  19 de maio https://mais.cpb.com.br/meditacao/espera-ativa/ Espera ativa Não deixarei que fiqu...