terça-feira, 13 de dezembro de 2022

PODER DOMINANTE

 PODER DOMINANTE

   É Ele quem muda o tempo e as estações, remove reis e estabelece reis; Ele dá sabedoria aos sábios e entendimento aos inteligentes. Daniel 2:21

   A cada nação que entra em cena tem sido dada a oportunidade de ocupar seu lugar na Terra, para que se avalie se ela cumpriu ou não os objetivos do santo Vigia. A profecia traçou o surgimento e progresso dos grandes impérios mundiais: Babilônia, Média-Pérsia, Grécia e Roma. Com cada um deles, bem como com as nações de menor poder, a história tem se repetido. Todos têm tido seu período de prova. Cada um tem falhado; sua glória tem desaparecido e seu poder, passado. 

   Embora as nações tenham rejeitado os princípios de Deus, e nessa rejeição tenham causado a própria ruína, um divino e soberano propósito tem atuado claramente ao longo dos séculos. Foi isso que o profeta Ezequiel viu na maravilhosa representação que lhe foi dada durante o exílio na terra dos caldeus, quando diante de seus olhos atônitos foram apresentados os símbolos que revelavam um Poder dominante que dirige os assuntos dos poderes terrestres. 

   Sobre as barrancas do rio Quebar, Ezequiel contemplou um vento tempestuoso que parecia vir do norte “e uma grande nuvem envolta em fogo e rodeada de resplendor. E no meio disso havia uma coisa como metal brilhante, que saía do meio do fogo” (Ez 1:4). Rodas intercaladas umas nas outras eram movidas por quatro seres viventes. E por cima de tudo “havia algo semelhante a um trono, como uma safira; e, sobre essa espécie de trono, estava sentada uma figura semelhante a um ser humano” (v. 26). “Os querubins tinham debaixo das suas asas o que parecia ser mão humana” (Ez 10:8). As rodas estavam interligadas de um modo tão complicado, que à primeira vista parecia uma confusão; mas a verdade é que se moviam em perfeita harmonia. Seres celestiais, sustentados e guiados pela mão debaixo das asas dos querubins, faziam essas rodas se moverem. Por cima deles, sobre o trono de safira, estava o Eterno, e em volta do trono havia um arco-íris, símbolo da misericórdia divina. 

   Assim como as rodas com aparência tão complicada estavam sob o comando da mão por baixo das asas dos querubins, também o complicado jogo dos acontecimentos humanos está sob o controle divino. No meio das lutas e tumultos das nações, Aquele que Se assenta sobre os querubins continua a conduzir os assuntos da Terra (Profetas e Reis, p. 311, 312 [535, 536]). 

   PARA REFLETIR: Você tem a paz que vem de Deus controlando todas as coisas? 

MEDITAÇÃO DIÁRIA

13 de dezembro

Nenhum comentário:

A OBRA DO ESPÍRITO SANTO

  A OBRA DO ESPÍRITO SANTO Quando Ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo: do pecado, porque eles não creem em Mim; da...