domingo, 23 de outubro de 2022

O GOVERNANTE LEGÍTIMO

 O GOVERNANTE LEGÍTIMO

Vá embora, Satanás, porque está escrito: “Adore o Senhor, seu Deus, e preste culto somente a Ele.” Mateus 4:10

Satanás usou toda sua força nessa última tentação. Seu último esforço decidiria o destino de quem seria vitorioso. Afirmava que o mundo era seu domínio e que ele era o príncipe dos poderes do ar.

Ele levou Jesus ao topo de um monte muito alto e apresentou-Lhe uma visão panorâmica de todos os reinos da Terra que, por muito tempo, permaneceram sob seu domínio. Ofereceu-os a Cristo como uma grande dádiva. Disse-Lhe que poderia apossar-Se de todos aqueles reinos sem sofrimento ou perigo. Satanás prometeu ceder seu cetro e domínio, fazendo de Jesus o Governante legítimo, se tão somente lhe fizesse um só favor. Tudo o que ele queria em retorno para entregar-Lhe todos os reinos do mundo naquele dia é que Cristo lhe prestasse homenagem como a um superior.

Os olhos de Jesus repousaram por um momento sobre a glória apresentada diante Dele; voltou-Se, porém, recusando continuar a olhar para o espetáculo fascinante. Não colocaria em risco Sua leal integridade perdendo tempo com o tentador. Quando Satanás solicitou a homenagem divina de Cristo, despertou Nele a indignação, e Ele não pôde mais tolerar sua presunção profana nem mesmo permitir-lhe que permanecesse em Sua presença. Lá, Cristo exerceu Sua autoridade divina e ordenou que Satanás desistisse. “Vá embora, Satanás, porque está escrito: ‘Adore o Senhor, seu Deus, e preste culto somente a Ele’” (Mt 4:10).

Satanás, em seu orgulho e em sua arrogância, havia declarado ser ele o governante do mundo por direito permanente, o possuidor de todas as suas riquezas e glórias, exigindo homenagem dos seres viventes, como se ele tivesse criado o mundo e todas as coisas que nele existem. Disse a Cristo: “Eu Lhe darei todo este poder e a glória destes reinos, porque isso me foi entregue, e posso dar a quem eu quiser” (Lc 4:6). Tentou fazer um acordo especial com Cristo, ordenando que Ele o adorasse.

Esse insulto ao Criador causou indignação no Filho de Deus, que o repreendeu e mandou embora (No Deserto da Tentação, p. 47, 48 [52, 53]).

PARA REFLETIR: Como será quando Jesus assumir a posse da Terra renovada, um lugar perfeito no qual o pecado nunca mais se levantará?

MEDITAÇÃO DIÁRIA

23 de Outubro
https://mais.cpb.com.br/meditacao/o-governante-legitimo/

Nenhum comentário:

A PUREZA INFINITA

  A PUREZA INFINITA E todo o que tem essa esperança Nele purifica a si mesmo, assim como Ele é puro. 1 João 3:3 Ao terminar o discurso, Jesu...