domingo, 9 de outubro de 2022

2Samuel 2 Comentário

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse

Leitura Bíblica - 2Samuel 2
Comentário
Pr Heber Toth Armí

II SAMUEL 2 – A voz do povo não é a voz de Deus. O povo de Deus sempre foi minoria. Por mais que se faça a vontade de Deus, ainda assim enfrentam-se obstáculos, rejeição e oposição da maioria.

Mesmo com a unção sob a direção divina, apenas anos depois Davi ocuparia a função indicada por Deus; todavia, das 12 tribos israelitas, somente a tribo de Judá o aceitou como rei. Por 7 anos e meio Davi ficou impossibilitado de governar as outras tribos; pois Abner, tio do falecido rei Saul, colocou Isbosete para reinar (II Samuel 2:1-11). Claramente, é mais fácil optar contra a opção de Deus! Lastimosamente!

Isbosete era o único filho vivo de Saul. Deus permitira que continuasse vivo, como que permitiu Saul viver após Davi ser ungido por Samuel para reinar. “Em momento algum Davi havia reivindicado seu direito ao trono, e não o fez após a morte de Saul. Antes, escolheu deixar a questão nas mãos do Senhor. Se Jeová o ungira rei, também conquistaria seus inimigos e lhe daria o reino. Da mesma forma, o Senhor Jesus aguarda o tempo do Pai para reinar sobre todo o mundo. Apenas uma minoria reconhece seu domínio nos dias de hoje, mas, no dia estabelecido pelo Pai, todo joelho se dobrará e toda língua confessará que Jesus Cristo é Senhor (Fl 2:10-11)” (William MacDonald).

A trajetória de Davi não foi fácil. Receber uma incumbência de Deus não significa obter superpoderes ou blindar-se diante do sofrimento. Uma tensão entre Davi e Isbosete resultou numa guerra civil. Disputas e perseguição resultaram em tragédias. O lado da insubmissão a Davi perdeu 360 homens; dos súditos de Davi, apenas 19 homens morreram (II Samuel 2:12-32). Contudo, nada disso teria acontecido caso a vontade divina fosse aceita unanimemente.

Deus permitiu Lúcifer continuar vivo e atuando como fez com Saul com o fim de que revelassem seu verdadeiro caráter em contraste com o caráter de Cristo.

Infelizmente, muitos preferem ignorar a vontade de Deus; acomodam-se no conforto do pecado, causam confusão, e saem derrotados. A porta larga (o caminho fácil), leva à perdição e muitos optam por ela; a porta e caminho estreitos levam à vida, porém, poucos preferem essa opção (Mateus 7:13-14).

E nós, que faremos? Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.

#ebiblico #rpsp #palavraeficaz‌‌

Nenhum comentário:

A PUREZA INFINITA

  A PUREZA INFINITA E todo o que tem essa esperança Nele purifica a si mesmo, assim como Ele é puro. 1 João 3:3 Ao terminar o discurso, Jesu...