segunda-feira, 12 de setembro de 2022

PEDRA UNIFICADORA

 A PEDRA UNIFICADORA

Será que Cristo está dividido? 1 Coríntios 1:13

Jesus disse: “Se o seu irmão pecar contra você, vá e repreenda-o em particular” (Mt 18:15). Não o considere indigno da sua confiança. Pense em você também, para que não seja tentado. Não se esqueça de que ninguém além de Cristo é capaz de ler o coração. Os atos são julgados por Ele.

A igreja deve evitar o preconceito que logo se levanta e ganha destaque quando são inseridas questões políticas que contrariam as opiniões tão acariciadas. Antipatias nacionais e sentimentos sectários não devem ser alimentados por ninguém. Aqueles que se colocam sob o estandarte de Cristo não devem se levantar sob nenhuma outra bandeira. É preciso reconhecer a autoridade suprema do Rei dos reis e Senhor dos senhores. Não se deve apelar para César ou Pilatos. No próprio tempo, Cristo vingará os Seus eleitos que clamam a Ele dia e noite. Cristo é a Pedra unificadora, a principal pedra angular de todas as eras.

Os patriarcas, o sacerdócio levítico, as igrejas cristãs – tudo encontra o centro em Cristo. Ele deve ser tudo em todos. “Porque a graça de Deus se manifestou, trazendo salvação a todos. Ela nos educa para que, renegadas a impiedade e as paixões mundanas, vivamos neste mundo de forma sensata, justa e piedosa, aguardando a bendita esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e Salvador Jesus Cristo. Ele deu a Si mesmo por nós, a fim de nos remir de toda iniquidade e purificar, para si mesmo, um povo exclusivamente Seu, dedicado à prática de boas obras” (Tt 2:11-14).

Paulo pergunta: “Será que Cristo está dividido?” (1Co 1:13). Não temos uma cabeça espiritual? Quando meu coração está sobrecarregado, oro: “Leva-me para a rocha que é alta demais para mim” (Sl 61:2). Precioso é o Seu sacrifício absolutamente expiatório, o Seu sangue derramado em nosso favor. Preciosos são os Seus méritos totalmente expiatórios e preciosa é a Sua justiça santificadora. Preciosas são a Sua plenitude e suficiência infinitas. “Nele, vocês receberam a plenitude” (Cl 2:10). “Todos nós temos recebido da Sua plenitude e graça sobre graça” (Jo 1:16). Todos os outros alicerces não passam de areia movediça. Em Cristo não há judeu nem grego, escravo ou livre, homem ou mulher. Todos somos um em Cristo Jesus, e Cristo é o nosso Cabeça (Manuscrito 89, 1898).

PARA REFLETIR: O que você pode fazer hoje para ajudar a promover no seu lar, na sua igreja e comunidade a unidade cristã que Jesus veio proporcionar?

https://youtu.be/ykPGJH_s0tY

MEDITAÇÃO DIÁRIA

12 de setembro
https://mais.cpb.com.br/meditacao/a-pedra-unificadora/

Nenhum comentário:

O CONSUMADOR DA OBRA

  MEDITAÇÃO DIÁRIA O CONSUMADOR DA OBRA Quando Jesus tomou o vinagre, disse: “Está consumado!” João 19:30 O Senhor não vem a este mundo com ...