quarta-feira, 10 de agosto de 2022

O ANTÍTIPO DOS FEIXES

  O ANTÍTIPO DOS FEIXES

Cada um, porém, na sua ordem: Cristo, as primícias; depois, os que são de Cristo, na Sua vinda. 1 Coríntios 15:23

No verão de 1844 – período intermediário entre o tempo em que, inicial- mente, se pensava que os 2.300 dias terminariam, e o outono do mesmo ano, época em que eles deveriam se cumprir, como descobriu-se depois –, a mensagem foi proclamada com as próprias palavras da Bíblia: “Eis o Noivo!” (Mt 25:6).

O que determinou esse movimento foi a descoberta de que o decreto de Artaxerxes para a restauração de Jerusalém, o qual estabelecia o ponto de partida para o período dos 2.300 dias, entrou em vigor no ou- tono do ano 457 a.C., e não no começo do ano, conforme anteriormente se havia acreditado. Contando desde outono de 457 a.C., os 2.300 anos terminam no outono de 1844. […]

A morte do cordeiro pascal era sombra da morte de Cristo. Paulo escreveu: “Cristo, nossa páscoa, foi sacrificado por nós” (1Co 5:7, ARC). O feixe das Primícias, que por ocasião da Páscoa era movido perante o Senhor, simbolizava a ressurreição de Cristo. Falando da ressurreição do Senhor e de todo Seu povo, Paulo declarou: “Cristo, as primícias; depois, os que são de Cristo, na Sua vinda” (1Co 15:23). Semelhante ao feixe que era agitado, constituído pelos primeiros grãos amadurecidos que eram colhidos antes da ceifa, Cristo é as primícias da ceifa imortal de resgatados que, por ocasião da ressurreição futura, serão recolhidos ao celeiro de Deus.

Aqueles símbolos se cumpriram, não somente quanto ao acontecimento, mas também quanto ao tempo. No dia 14 do primeiro mês judaico, no mesmo dia e mês em que, durante 15 longos séculos, o cordeiro pascal havia sido morto, Cristo, tendo comido a Páscoa com os discípulos, instituiu a solenidade que deveria comemorar Sua própria morte como o “Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo” (Jo 1:29). Naquela mesma noite, Ele foi tomado por mãos ímpias para ser crucificado e morto. E, como o Antítipo dos feixes que eram agitados, nosso Senhor ressurgiu dentre os mortos ao terceiro dia, como “as primícias dos que dormem” (1Co 15:20) (O Grande Conflito, p. 338, 339 [398, 399]).

 PARA REFLETIR:  Ao estudar as profecias, como você pode evitar estar “sinceramente equivocado”, como os pioneiros adventistas, que acreditaram de e Jesus voltaria em 22 de outubro de 1844?

https://youtu.be/9htxk6PrYK4

MEDITAÇÃO DIÁRIA

10 de agosto 

https://mais.cpb.com.br/meditacao/o-antitipo-dos-feixes/



Nenhum comentário:

O CONSUMADOR DA OBRA

  MEDITAÇÃO DIÁRIA O CONSUMADOR DA OBRA Quando Jesus tomou o vinagre, disse: “Está consumado!” João 19:30 O Senhor não vem a este mundo com ...