sexta-feira, 17 de junho de 2022

O ORIGINADOR

  O ORIGINADOR

E, começando por Moisés e todos os Profetas, explicou-lhes o que constava a respeito dele em todas as Escrituras. Lucas 24:27

Em Seus ensinos, Cristo expunha velhas verdades, das quais Ele mesmo era o Originador, verdades que havia proferido pelos patriarcas e profetas; porém, agora projetava nova luz sobre elas. Como parecia diferente seu significado! Sua explicação lançava ondas de luz e espiritualidade. E prometeu que o Espírito Santo deveria iluminar os discípulos para que a Palavra de Deus se lhes desdobrasse continuamente. Estariam capacitados para apresentar as verdades em renovada beleza.

Desde a primeira promessa de redenção no Éden, a vida, o caráter e a mediação de Cristo têm constituído o estudo das mentes humanas. Contudo, cada mente pela qual tem atuado o Espírito Santo expôs esses temas sob aspecto novo. As verdades da redenção são suscetíveis à constante desenvolvimento e expansão. Embora velhas, são sempre novas, e revelam continuamente ao pesquisador da verdade maior glória e força mais potente.

Em cada época há novo desenvolvimento da verdade, uma mensagem de Deus para essa geração. As velhas verdades são todas essenciais; a nova verdade não é independente da antiga, mas um desdobramento dela. Só compreendendo as velhas verdades é que podemos entender as novas. Quando Cristo quis expor aos discípulos a verdade de Sua ressurreição, começou “por Moisés e todos os Profetas”, e “explicou-lhes o que constava a respeito Dele em todas as Escrituras” (Lc 24:27). Mas a luz que brilha na nova ampliação da verdade é que glorifica a velha. A pessoa que rejeita ou despreza a nova não possui realmente a velha. Para ele perde seu poder vital e torna-se forma inanimada.

Há pessoas que professam crer nas verdades do Antigo Testamento e ensiná-las, enquanto rejeitam o Novo. Pela recusa de aceitar os ensinos de Cristo, mostram que tampouco creem no que disseram os patriarcas e profetas. “Porque, se vocês, de fato, cressem em Moisés”, disse Cristo, “também creriam em Mim; pois ele escreveu a Meu respeito” (Jo 5:46). Consequentemente, não há poder real em seus ensinos, mesmo do Antigo Testamento (Parábolas de Jesus, p. 127, 128).

PARA REFLETIR: Que verdade antiga Deus adaptou e tornou eficaz para atender a uma necessidade atual na sua vida?

MEDITAÇÃO DIÁRIA

17 de junho

https://mais.cpb.com.br/meditacao/a-vitima-sofredora/

Nenhum comentário:

O SUBSTITUTO DA HUMANIDADE

 O SUBSTITUTO DA HUMANIDADE Portanto, sejam imitadores de Deus, como filhos amados. Efésios 5:1 Se o povo que viveu antes do Dilúvio tivesse...