terça-feira, 17 de maio de 2022

O SUPREMO ARTISTA

 O SUPREMO ARTISTA

Desci à casa do oleiro, e eis que ele estava trabalhando sobre a roda. Jeremias 18:3

É justamente porque Deus os conduz que estas coisas lhes sucedem. As provas e obstáculos são os métodos de disciplina escolhidos pelo Senhor e as condições de bom êxito que nos apresenta. Aquele que lê o coração dos seres humanos conhece o caráter destes melhor do que eles mesmos. Vê que alguns têm faculdades e possibilidades que, bem dirigidas, podiam ser empregadas no avanço de Sua obra. Em Sua providência, Deus colocou essas pessoas em diferentes situações e variadas circunstâncias a fim de que possam descobrir defeitos de caráter que lhes estavam ocultos. Dá-lhes oportunidade de corrigirem esses defeitos e se tornarem aptos para O servir. Permite por vezes que o fogo da aflição os assalte, a fim de que sejam purificados.

O fato de sermos chamados a suportar a prova mostra que o Senhor Jesus vê em nós alguma coisa de precioso que deseja desenvolver. Se nada visse em nós que pudesse glorificar Seu nome não desperdiçaria tempo a nos refinar. Não lança pedras sem valor na Sua fornalha. É o minério precioso que Ele depura. O ferreiro põe o ferro e o aço no fogo, a fim de provar que qualidade de metais são. O Senhor permite que Seus eleitos sejam postos na fornalha da aflição para lhes provar a têmpera e ver se podem ser moldados para Sua obra.

O oleiro toma o barro e molda-o segundo lhe apraz. Amassa-o e trabalha-o. Divide-o e volta a juntá-lo. Umedece-o e depois seca-o. Deixa-o em seguida durante algum tempo sem tocá-lo. Quando está perfeitamente maleável, prossegue na tarefa de fazer dele um vaso. Molda-o numa forma, alisa-o e pule-o em volta. Seca-o ao sol e coze-o no forno. Torna-se então um vaso apto para servir. Da mesma maneira, o supremo Artista deseja nos moldar e nos formar. E como o barro está nas mãos do oleiro, assim estamos nós em Suas mãos. Não procuremos fazer a obra do oleiro. Compete-nos simplesmente deixar-nos moldar pelo Supremo Artífice (A Ciência do Bom Viver, p. 471, 472).

PARA REFLETIR: De que maneira você já adiou a finalização do seu vaso ao se esquivar das mãos do supremo Artista?

MEDITAÇÃO DIÁRIA

17 de maio

https://mais.cpb.com.br/meditacao/o-supremo-artista/

Nenhum comentário:

O SUBSTITUTO DA HUMANIDADE

 O SUBSTITUTO DA HUMANIDADE Portanto, sejam imitadores de Deus, como filhos amados. Efésios 5:1 Se o povo que viveu antes do Dilúvio tivesse...