sábado, 21 de maio de 2022

O GRANDE ANTÍTIPO

 O GRANDE ANTÍTIPO

Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo! João 1:29

Se o seguidor de Cristo crer em Sua Palavra e praticá-la não haverá ciência no mundo natural que não possa compreender nem apreciar. Nada há que não lhe forneça meio de partilhar a verdade com outros. A história natural é um tesouro de conhecimentos de que todo estudante na escola de Cristo pode obter. Contemplando o encanto da natureza, estudando as suas lições no cultivo do solo, no crescimento das árvores, em todas as maravilhas da terra, mar e céu, teremos uma nova percepção da verdade. Os mistérios ligados ao proceder de Deus para com a humanidade e as profundezas de Sua sabedoria e conhecimento vistos na vida humana são todos considerados um depósito repleto de tesouros.

Mas, na Palavra escrita é que está revelado com maior clareza o conhecimento de Deus à humanidade caída. Nela estão as inesgotáveis riquezas de Cristo.

A Palavra de Deus abrange as Escrituras, tanto do Antigo como do Novo Testamentos. Um não está completo sem o outro. Cristo declarou que as verdades do Antigo Testamento são tão preciosas quanto as do Novo. Cristo tanto foi o Redentor do ser humano no princípio do mundo quanto o é hoje. Antes que viesse à Terra com Sua divindade revestida da humanidade, a mensagem do evangelho foi dada a Adão, Sete, Enoque, Matusalém e Noé. Abraão em Canaã e Ló em Sodoma anunciaram a mensagem, e mensageiros fiéis prenunciaram Aquele que havia de vir de geração em geração. Os ritos da dispensação judaica foram instituídos por Cristo. Ele foi o fundamento de seu sistema de ofertas sacrificais, o grande Antítipo de todo seu cerimonial religioso. O sangue derramado quando os sacrifícios eram oferecidos apontava o sacrifício do Cordeiro de Deus. Todas as ofertas típicas tiveram Nele seu cumprimento.

Cristo manifesto aos patriarcas, simbolizado no serviço sacrifical, retratado na lei e revelado pelos profetas é o tesouro do Antigo Testamento. Cristo em Sua vida, morte e ressurreição. Cristo, como é manifesto pelo Espírito Santo, é o tesouro do Novo. Nosso Salvador, o resplendor da glória do Pai, tanto é o Antigo como o Novo (Parábolas de Jesus, p. 125, 126).

PARA REFLETIR: Você se sente mais atraído pelo Jesus do Novo Testamento do que pelo Jesus prefigurado no Antigo? Como pode apreciar melhor o grande Antítipo do Antigo Testamento?

MEDITAÇÃO DIÁRIA

21 de maio

https://mais.cpb.com.br/meditacao/o-grande-antitipo//

Nenhum comentário:

O SUBSTITUTO DA HUMANIDADE

 O SUBSTITUTO DA HUMANIDADE Portanto, sejam imitadores de Deus, como filhos amados. Efésios 5:1 Se o povo que viveu antes do Dilúvio tivesse...