terça-feira, 19 de abril de 2022

O MODELO DIVINO

  MEDITAÇÃO DIÁRIA

19 de abril

https://mais.cpb.com.br/meditacao/o-modelo-divino/

O MODELO DIVINO

Já não falarei muito com vocês, porque aí vem o príncipe do mundo, e ele não tem poder sobre Mim. João 14:30

Em breve chegará o “tempo de angústia, como nunca houve” (Dn 12:1). Necessitaremos de uma experiência que agora não temos, e que muitos são negligentes demais para obter. Muitas situações acabam não sendo tão complicadas como se pensava que seriam; mas não será assim com relação à crise que está diante de nós. A mais vívida descrição não é capaz de expressar a magnitude daquela provação. Naquele tempo de tribulação, cada pessoa deverá responder por si mesma diante de Deus. “Tão certo como Eu vivo, diz o Senhor Deus, mesmo que Noé, Daniel e Jó estivessem” na Terra, “não salvariam nem o seu filho nem a sua filha; pela sua justiça salvariam apenas a sua própria vida” (Ez 14:20).

Neste momento, enquanto nosso grande Sumo Sacerdote está fazendo expiação por nós, devemos procurar nos tornar perfeitos em Cristo. Nem mesmo por um pensamento nosso Salvador poderia ser levado a ceder ao poder da tentação. Satanás encontra no coração humano algum ponto de apoio em que possa se firmar, algum desejo pecaminoso cultivado, por meio do qual suas tentações se tornam fortes. Mas Cristo declarou sobre Si mesmo: “Aí vem o príncipe do mundo, e ele não tem poder sobre Mim” (Jo 14:30). Satanás não conseguiu achar no Filho de Deus coisa alguma que o habilitasse a alcançar a vitória. Jesus tinha guardado os mandamentos de Seu Pai, e não havia Nele nenhum pecado que Satanás pudesse usar para sua vantagem.

Essa é a condição em que devem se encontrar os que resistirão no tempo de angústia.

É nesta vida que devemos afastar de nós o pecado, pela fé no sangue expiatório de Cristo. Nosso precioso Salvador nos convida a nos unirmos a Ele, a ligar nossa fraqueza à Sua força, nossa ignorância à Sua sabedoria e nossa indignidade aos Seus méritos. A providência de Deus é a escola na qual devemos aprender a mansidão e humildade de Jesus. O Senhor está sempre colocando diante de nós não o caminho que preferiríamos, o qual nos parece mais fácil e agradável, mas os verdadeiros objetivos da vida. Cabe a nós cooperar com os meios que o Céu emprega na obra de adequar nosso caráter ao Modelo divino. Ninguém poderá negligenciar ou adiar essa obra sem correr sério risco de perder a salvação (O Grande Conflito, p. 516, 517 [622, 623]).

PARA REFLETIR: De que pecado acariciado você precisa abrir mão? Como você pode unir a sua fraqueza nessa área da vida com a força oferecida por Jesus?

Nenhum comentário:

O JOVEM GALILEU

O JOVEM GALILEU Três dias depois, O acharam no templo, assentado no meio dos doutores, ouvindo-os e fazendo-lhes perguntas. Lucas 2:46 Era o...