sábado, 5 de março de 2022

O DIVINO VENCEDOR

 O DIVINO VENCEDOR

Vi, então, e eis um cavalo branco. O seu cavaleiro tinha um arco, e foi-lhe dada uma coroa. E ele saiu vencendo e para vencer. Apocalipse 6:2

Havia chegado o momento de Cristo ascender ao trono do Pai. Estava prestes a voltar para as cortes celestiais, como divino Vencedor, levando Consigo os troféus da vitória. Antes de Sua morte, tinha declarado ao Pai: “Eu Te glorifiquei na terra, realizando a obra que Me deste para fazer” (Jo 17:4). Depois de Sua ressurreição, permaneceu na Terra por algum tempo, para que os discípulos ficassem familiarizados com Ele em Seu corpo ressurgido e glorificado. Agora estava pronto para as despedidas. […]

Como local de Sua ascensão, Jesus escolheu aquele tantas vezes consagrado por Sua presença enquanto habitava entre os seres humanos. Não deviam ser assim honrados o monte Sião, o lugar da cidade de Davi, nem o monte Moriá, local do templo. Ali Jesus fora zombado e rejeitado. Ali as ondas de misericórdia, refluindo em uma onda ainda mais intensa de amor, foram devolvidas por corações duros como pedra. Dali Jesus, cansado e com o coração oprimido, tinha saído em busca de descanso no monte das Oliveiras. […] Desse monte devia ascender ao Céu. Em seu topo pousarão Seus pés quando vier outra vez. Não como Homem de dores, mas como glorioso e triunfante Rei, Ele estará sobre o monte das Oliveiras, enquanto as aleluias dos hebreus se misturarão com as hosanas dos gentios, e as vozes dos remidos, como poderoso exército, ecoarão na aclamação: “Coroem-No Senhor de todos.” […]

Chegando ao monte das Oliveiras, Jesus conduziu o grupo até o topo, aos arredores de Betânia. Ali Ele parou, e os discípulos se reuniram em torno Dele. Raios de luz pareciam sair de Sua face, enquanto os contemplava com amor. Não os criticou por suas faltas e seus fracassos. As últimas palavras que ouviram, vindas dos lábios do Senhor, foram da mais profunda ternura. Com as mãos estendidas para dar a bênção, como para garantir-lhes Seu cuidado protetor, Jesus lentamente subiu dentre eles, atraído para o Céu por um poder mais intenso que qualquer força de atração terrestre. […]

Os discípulos continuavam olhando para cima, quando ouviram vozes que se dirigiam a eles; vozes que pareciam uma bela música. Ao se virarem, viram dois anjos em forma humana, os quais falaram: “Homens da Galileia, por que vocês estão olhando para as alturas? Esse Jesus que foi levado do meio de vocês para o Céu virá do modo como vocês O viram subir” (At 1:11) (O Desejado de Todas as Nações, p. 668, 669 [829-832]).

PARA REFLETIR: Alguma vez Jesus fez você voltar vitorioso a um lugar de sofrimento anterior?

MEDITAÇÃO DIÁRIA

05/03/2022

https://mais.cpb.com.br/meditacao/o-divino-vencedor/

Nenhum comentário:

O JOVEM GALILEU

O JOVEM GALILEU Três dias depois, O acharam no templo, assentado no meio dos doutores, ouvindo-os e fazendo-lhes perguntas. Lucas 2:46 Era o...