quarta-feira, 23 de fevereiro de 2022

SENHOR E MESTRE

 SENHOR E MESTRE

Então Pedro disse: “O Senhor nunca lavará os meus pés!” Ao que Jesus respondeu: “Se Eu não lavar, você não terá parte Comigo.” João 13:8

Essas palavras querem dizer mais que a limpeza do corpo. Cristo estava falando também da mais alta purificação, ilustrada pela menor. Aquele que viera do banho estava limpo, mas os pés com sandálias logo se encheram de pó e necessitavam novamente ser lavados. Assim, Pedro e seus irmãos tinham sido lavados na grande fonte aberta para purificar o pecado e a impureza. Cristo os reconhecia como Seus. Entretanto, a tentação os levara ao mal, e ainda necessitavam de Sua graça purificadora. Quando Jesus havia posto sobre Si a toalha para lhes lavar o pó dos pés, desejava, por aquele mesmo ato, lavar-lhes do coração a discórdia, o ciúme e o orgulho. Isso era muito mais importante que a lavagem de seus empoeirados pés. Com o espírito que então os motivava, nenhum deles estava preparado para a comunhão com Cristo. Enquanto não fossem levados a um estado de humildade e amor, não estavam preparados para participar da ceia pascal ou dessa cerimônia comemorativa que Cristo estava para instituir. Seu coração devia ser limpo. O orgulho e o interesse egoísta criaram dissensão e ódio, mas Cristo limpou tudo isso ao lavar-lhes os pés. Ocorreu uma mudança de sentimentos. Olhando para eles, Jesus podia dizer: “Vocês estão limpos” (Jo 13:10). Agora havia união de coração; amor de um para com o outro. Tornaram-se humildes e receptivos. Com exceção de Judas, cada um estava disposto a conceder ao outro o mais alto lugar. Então, com coração submisso e grato, estavam aptos a receber as palavras de Cristo.

Como Pedro e seus irmãos, nós também fomos lavados no sangue de Cristo. No entanto, muitas vezes, pelo contato com o mal, a pureza do coração é maculada. Devemos chegar a Cristo em busca de Sua graça purificadora. Pedro recuou ante a ideia de colocar seus pés sujos em contato com as mãos de seu Senhor e Mestre. Entretanto, quantas vezes colocamos nosso coração pecaminoso, poluído, em contato com o coração de Cristo! Quão ofensivo para Ele é nosso mau gênio, nossa vaidade e nosso orgulho! Mesmo assim, devemos levar-Lhe todas as nossas fraquezas e contaminação. Unicamente Ele pode nos lavar e deixar limpos. Não estamos preparados para a comunhão com Ele, a menos que sejamos limpos por Seu poder (O Desejado de Todas as Nações, p. 521 [646-649]).

PARA REFLETIR: A vergonha dos seus pecados impede você de levá-los a Jesus?

MEDITAÇÃO DIÁRIA

23/02/2022


Nenhum comentário:

A CRIANÇA DE NAZARÉ

  MEDITAÇÃO DIÁRIA 3 de Outubro          A CRIANÇA DE NAZARÉ    É que hoje, na cidade de Davi, lhes nasceu o Salvador. Lucas 2:11    Toda c...