quarta-feira, 29 de setembro de 2021

Mordomos Da Graça De Deus

 Meditação Diária

Quarta-feira, 29 de setembro

MORDOMOS DA GRAÇA DE DEUS

Curai enfermos, ressuscitai mortos, purificai leprosos, expeli demônios; de graça recebestes, de graça dai. Mateus 10:8

Aqueles que andam no caminho estreito devem seguir as instruções do Livro-guia. Somente assim podem alcançar os portões da Cidade de Deus. […]

Deus contemplou homens e mulheres com preciosos dons. Ele concedeu dons diferentes a indivíduos diferentes. Nem todos têm a mesma força de caráter ou a mesma profundidade de conhecimento. Mas cada um deve usar seus dons no serviço do Mestre, embora esses dons possam ser pequenos. O fiel mordomo negocia sabiamente os bens que lhe foram confiados.

As faculdades mentais e físicas devem ser cuidadosamente preservadas. Nossos dons não devem ser enfraquecidos pela satisfação dos próprios apetites. Toda faculdade deve ser cuidadosamente preservada para que esteja sempre pronta para o uso imediato. Nenhuma parte do organismo vivo deve ser enfraquecida pelo mau uso. Cada parte, ainda que pequena, tem uma influência sobre o todo. O abuso de um único nervo ou músculo diminui a utilidade do corpo inteiro. Aqueles por quem Cristo deu Sua vida devem moldar seus hábitos e práticas em conformidade com a Sua vontade.

A Palavra de Deus declara: “A alma que pecar, essa morrerá” (Ez 18:20). Mas Deus não deseja a morte de ninguém. A um custo incalculável Ele proveu para o homem um segundo tempo de graça. “Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o Seu Filho unigênito, para que todo o que Nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo 3:16).

Não deveriam aqueles que receberam a luz da verdade para este tempo se colocar em íntima ligação com Deus, usando suas aptidões para levar avante a obra de salvar pessoas? Não deveria aquele que possui uma compreensão das Escrituras partilhar o conhecimento que lhe foi dado com quem não conhece a verdade?

Sobre todo crente na verdade presente está depositada a responsabilidade de trabalhar pelos pecadores. Deus lhes assinala uma obra especial: a proclamação da terceira mensagem angélica. Devem revelar sua apreciação pelo grande dom de Deus, consagrando-se à obra pela qual Cristo deu Sua vida. Devem ser mordomos da graça de Deus, dispensando aos outros as bênçãos que lhes foram concedidas.

Aquele que achou conforto na Palavra de Deus deve compartilhar esse conforto com outros. Somente assim ele poderá continuar a receber conforto (Manuscrito 147, 1903).

Ellen G. White, 31/12/1983

Nenhum comentário:

O homem que não sai de cena

  MEDITAÇÃO DIÁRIA 24 de outubro, domingo O HOMEM QUE NÃO SAI DE CENA Ele, porém, começou a praguejar e a jurar: Não conheço esse homem de q...