quarta-feira, 9 de junho de 2021

Getsêmani - Marcos 14

  Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 

Leitura Bíblica - Marcos 14

Comentário Pr Heber Toth Armí 

O evangelho escrito por Marcos tende a conduzir o leitor a uma decisão, da qual não pode eximir-se.

Deus não determina o destino de ninguém, cada um o determina através do poder da decisão. A predestinação deturpa o caráter de Deus. “Deus não força a vontade de Suas criaturas. Ele não pode aceitar homenagem que não Lhe seja prestada de maneira voluntária e inteligente. Uma submissão forçada impediria todo verdadeiro desenvolvimento do espírito ou do caráter, tornaria o ser humano em simples máquina” (Ellen G. White).

Por isso, “faria muito bem para nós passar diariamente uma hora refletindo sobre a vida de Jesus. Devemos tomá-la ponto por ponto, e deixar que a imaginação se apodere de cada cena, especialmente as finais. Ao meditar assim em Seu grande sacrifício por nós, nossa confiança Nele será mais constante, nosso amor vivificado, e seremos mais profundamente imbuídos de Seu espírito. Se queremos ser salvos afinal, teremos de aprender ao pé da cruz a lição de arrependimento e humilhação” (White).

Você decide fazer isso agora? Se sim, abra tua Bíblia e assimile estes pontos a tua vida:

• Os principais líderes religiosos tramam contra Jesus (vs. 1-2);

• Maria de Betânia unge a cabeça de Jesus numa ceia antes de Sua paixão (vs. 3-9);

• Judas trama contra Jesus e O vende, traindo-o pelo preço de um escravo (vs. 10-11);

• Era tempo de Páscoa, então Jesus celebra a última e a substitui pela Santa Ceia (vs. 12-25);

• Jesus canta um hino, sai para o Getsêmani e alerta a Pedro sobre os eventos iminentes visando salvá-lo (vs. 26-31);

• Jesus vai ao Gêtsêmani para consagrar-Se para o desafio a enfrentar, decide em oração tomar o cálice amargo e, então uma multidão enviada pelos líderes religiosos, liderada por Judas, prende ao Messias e O leva ao Sinédrio a fim de experimentar o cálice amargo (vs. 32-65).

• Depois de ser traído por Judas, Jesus experimenta a negação de Pedro (vs. 66-72).

Jesus foi acusado e condenado indignamente. Ele que só fez o bem recebeu o mal como ninguém. Ele praticou o bem para quem não merecia e recebeu o mal que não merecia. Ele fez isso por nós, com amor decidiu entregar-Se para nos salvar.

Aceitaremos Seu sacrifício de amor ou rejeitaremos? Decida-se! – Heber Toth Armí.

 #ebiblico #rpsp #palavraeficaz

Nenhum comentário:

A Morte do Pardal

  Meditação Diária Quarta-feira, 22 de setembro A MORTE DO PARDAL Não se vendem dois pardais por um asse? E nenhum deles cairá em terra sem ...