sexta-feira, 25 de junho de 2021

Cuidado Ao Fazer Amizade

 MEDITAÇÃO DIÁRIA

25 de junho, sexta

Cuidado Ao Fazer Amizade

Se, porém, algum de vós necessita de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e nada lhes impropera; e ser-lhe-á concedida. Tiago 1:5

Toda sabedoria que as pessoas têm é dom de Deus, e Ele pode conceder e concederá sabedoria a toda pessoa que a Ele fizer o pedido com fé. Salomão buscou sabedoria em Deus e foi-lhe dada em grande medida. Mas como o universo celestial o contemplou quando ele perverteu essa sabedoria e empregou o grande e santo dom de Deus para exaltar a si próprio? Deus o escolhera para construir o templo, mas como perverteu ele o sagrado encargo! Aliou-se a nações idólatras. Dessa maneira ele, que por ocasião da dedicação do templo havia orado para que o coração deles fosse entregue ao Senhor, não dividido, começou a afastar seu coração de Deus. Colocou em perigo o interesse de sua alma mediante a formação de amizade com os inimigos do Senhor.

Quanto cuidado se deve exercer no cultivo de amizades! O companheirismo com o mundo rebaixará seguramente o padrão dos princípios religiosos. As esposas pagãs de Salomão lhe desviaram o coração de Deus. Foram enfraquecidas suas mais finas sensibilidades, e ele tornou-se inflexível, pois perdera a simpatia pela humanidade e o amor para com Deus. [...]

Salomão preparou o caminho da própria ruína quando procurou hábeis artesãos de outras nações para a construção do templo. Deus fora o educador de Seu povo e determinara que deviam permanecer em Sua sabedoria para, com os talentos que lhes havia concedido não ficarem atrás de ninguém. Se conservassem as mãos limpas, o coração puro e um propósito nobre e santificado, o Senhor lhes comunicaria Sua graça. Mas Salomão buscou os mundanos em lugar de Deus e descobriu que sua suposta força era fragilidade. Levou para Jerusalém o fermento das más influências que se perpetuaram na poligamia e idolatria. Não havia dúvida quanto a quem fizera Israel pecar.

Embora Salomão tenha se arrependido mais tarde, seu arrependimento não pôde abolir as práticas idólatras que ele havia introduzido na nação. [...]

Quando o povo do Senhor se afasta do Deus de toda sabedoria e busca pessoas que não amam a Deus, a fim de obter sabedoria e tomar decisões, o Senhor permitirá que sigam essa sabedoria que não é de cima; é de baixo (General Conference Bulletin, 25 de fevereiro de 1895).

Ellen G. White, 30/5/2002

Nenhum comentário:

O homem que não sai de cena

  MEDITAÇÃO DIÁRIA 24 de outubro, domingo O HOMEM QUE NÃO SAI DE CENA Ele, porém, começou a praguejar e a jurar: Não conheço esse homem de q...