terça-feira, 4 de maio de 2021

Quando O Microfone Estiver Desligado

 MEDITAÇÃO DIÁRIA

Terça-feira, 4 de maio

Quando O Microfone Estiver Desligado

Servindo de boa vontade, como ao Senhor e não como a homens. Efésios 6:7

Na noite de abertura da assembleia da Associação Geral dos Adventistas do Sétimo Dia, em Utrecht, na Holanda, o coral de juvenis de uma escola das Filipinas cantou. O solista do coral não tinha mais que 13 anos. Podemos imaginar as longas horas de ensaio, os preparativos, as incontáveis recomendações e toda expectativa para aquela noite. Ele e seus pais deveriam estar orgulhosos com a oportunidade de louvar a Deus na presença dos representantes da igreja mundial. Tudo parecia pronto. Mas o imprevisto aconteceu. Por alguma razão, o microfone do solista permaneceu desligado durante toda a apresentação.

O desapontamento daquele adolescente certamente não pode ser calculado. Ele cantou com a alma, mas não pôde ser ouvido pela grande audiência. Talvez ele tivesse sonhado com essa ocasião e pensado nela como algo que faria parte de sua biografia. Sua grande oportunidade, contudo, foi perdida. Seu dia “sob o sol” foi estragado por uma desconhecida dificuldade técnica. Essa seria uma razão suficiente para amargura e ressentimento.

Há nesse incidente uma clara aplicação espiritual. Contudo, pense nela à luz do texto de hoje. O apóstolo Paulo havia adotado como diretriz filosófica de seu ministério prestar todo serviço “como ao Senhor”. Escrevendo aos tessalonicenses, ele menciona: “Jamais andamos buscando glória de homens, nem de vós, nem de outros” (1Ts 2:6). “Servindo como ao Senhor”: este foi o princípio que orientou a vida cristã de Paulo, neutralizando a orientação básica para a fama e a aparência, algo que infecta todos nós.

Lembre-se dessas palavras quando você tiver feito todo o trabalho e ninguém notar. Quando você construir um projeto e outra pessoa, de ego mais avantajado, receber o crédito. Quando você levar o fardo e enfrentar o “calor do dia”, mas seu nome não for mencionado na lista de agradecimentos e louvores. Quando você trabalhar em alguma esquina escura, e as fotografias tiradas não incluírem você. Lembre-se dessas palavras do apóstolo quando, em seu serviço a Cristo, seu microfone permanecer “desligado” e você não for ouvido. Essas são ocasiões para se orar por graça, poder e resistência. Ocasiões para compreender que Aquele a quem realmente servimos não nos perde de vista. A motivação de nosso serviço não é receber louvor humano, mas agir em gratidão Àquele que fez Seu melhor por nós.

Amin A. Rodor, 22/6/2014

Nenhum comentário:

Salvaguarda das Faculdades Morais

  MEDITAÇÃO DIÁRIA 3 de Agosto, Terça Salvaguarda das Faculdades Morais Amados, exorto-vos, como peregrinos e forasteiros que sois, a vos ab...