segunda-feira, 19 de abril de 2021

Fé insuficiente

 MEDITAÇÃO DIÁRIA

Terça-feira, 20 de abril

Fé insuficiente

Os que confiam no Senhor são como o monte Sião, que não se abala, firme para sempre. Salmo 125:1

O rei Jeoás, de Israel, foi um grande admirador de Eliseu, mas no coração permaneceu idólatra. Respeitava Eliseu e, ao visitá-lo por conta de uma doença mortal, chorou com o pensamento de que perderia o profeta. Embora estivesse longe de ser um homem justo, Jeoás reconhecia em Eliseu um verdadeiro pai em Israel, mais valioso em uma crise do que todos os cavalos e carros existentes no país.

Jeoás foi o tipo de pessoa que jamais se entregou a Deus, mas que era estranhamente atraído por alguém que levava a sério a religião bíblica. Em Sua providência, Deus levou Jeoás a visitar o profeta moribundo para que pudesse ter uma chance de arrependimento.

Os inimigos sírios estavam novamente agitando a espada. Se Jeoás confiasse em Deus seria vitorioso. “Toma um arco e flechas”, ordenou-lhe Eliseu. “Abre a janela para o oriente” (2Rs 13:15, 17). Apoiando-se na cama, Eliseu pôs suas mãos sobre as do rei. “Atira!”, ordenou Eliseu. A flecha atravessou rapidamente a janela, e Eliseu exclamou: “Flecha da vitória do Senhor.” “Toma as flechas [e] atira contra a terra”, continuou Eliseu. Deveria ser outro ato simbólico. Se o rei fosse agressivo e perseverasse, teria vitória plena.

Foi deixado que ele decidisse quantas vezes ferir a terra. Jeoás apanhou as flechas e escolheu ferir a terra apenas três vezes. Foi tímido em obedecer à ordem divina. Isso perturbou muito Eliseu, e ele disse ao jovem rei que, por conta disso, haveria somente três vitórias. Se tivesse ferido cinco ou seis vezes, as conquistas seriam muitas.

Frequentemente, à semelhança de Jeoás, deixamos de alcançar vitórias sobre o assalto violento da tentação do inimigo porque estamos indispostos a estender nossa fé ao limite.

Jan S. Doward, 16/6/1985

Nenhum comentário:

O Perigo da Abundância

  MEDITAÇÃO DIÁRIA 17 de maio - segunda O Perigo da Abundância O qual Se entregou a Si mesmo pelos nossos pecados, para nos desarraigar dest...