terça-feira, 16 de fevereiro de 2021

O cenário se repete

 MEDITAÇÃO DIÁRIA

Terça-feira, 16 de fevereiro

O cenário se repete

Assim como foi nos dias de Noé, será também nos dias do Filho do Homem: comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e veio o dilúvio e destruiu a todos. Lucas 17:26, 27

Muitos pensam que haverá um milênio temporal, ou seja, um período em que todos hão de se preparar para a eternidade. Mas não é isso o que a Bíblia diz. O Filho de Deus, ao falar sobre os sinais do fim, disse que os dias anteriores à Sua volta seriam semelhantes aos dias anteriores ao dilúvio.

Com relação a esse evento do passado, Jesus deixou em evidência dois aspectos que solapam a ideia de um milênio pré-advento. Em primeiro lugar, o dilúvio ocorreu quando os transgressores estavam distraídos em seus prazeres carnais. Em segundo, a situação moral e espiritual que precedeu o dilúvio estava piorando cada vez mais. A respeito da geração atual em comparação com os antediluvianos, Ellen White afirma: “Foi por causa de sua impiedade que foram destruídos, e atualmente o mundo está seguindo o mesmo caminho. Não apresenta qualquer indício promissor de glória milenar” (O Desejado de Todas as Nações, p. 508).

Lamentavelmente, a lama da imoralidade de nossos dias está respingando sobre os professos filhos de Deus. O divórcio, as separações, o adultério, o sexo antes do casamento, o gosto por filmes e cenas marcados pela lascívia, inveja e impureza estão entrando sorrateiramente em nosso meio. Esses pratos já não estão exclusivamente nas mesas dos ímpios. Alguns dos que se dizem cristãos servem-se das migalhas que caem dessas mesas de licenciosidade. E há pessoas que estão comendo bocados maiores. Não tomam lugar a essas mesas, mas, ao passarem por perto, pegam o que desejam.

Certa mulher descreveu sua vida a alguém: “Nasci numa maternidade, fui educada em colégios, namorei em automóveis; minha festa nupcial foi realizada em um clube recreativo, e passo grande parte do meu tempo em cinemas, teatros e clubes noturnos.”

Aproxima-se o dia em que será fechada a porta da arca da salvação. Naquele instante, o povo remanescente estará se alimentando à mesa do evangelho. Mas uma multidão incontável estará, distraída, à mesa dos interesses mundanos. Duas mesas estão diante de nós: Qual a que mais nos atrai no momento?

Rubens S. Lessa, 14/1/2000

Nenhum comentário:

Graça Sobre Graça

  Meditação Diária Quinta-feira, 23 de setembro GRAÇA SOBRE GRAÇA Todos recebemos da Sua plenitude, graça sobre graça. João 1:16, NVI Vimos ...