terça-feira, 5 de janeiro de 2021

Pequenas coisas

 MEDITAÇÃO DIÁRIA

Terça-feira, 5 de janeiro

Pequenas coisas

Quem é fiel no pouco também é fiel no muito. Lucas 16:10

É a atenção cuidadosa ao que o mundo chama de “pequenas coisas” que torna a vida um sucesso. Pequenas ações de caridade, pequenos atos de abnegação, proferir singelas palavras de ajuda, estar atento contra pequenos pecados, isso é cristianismo. O grato reconhecimento das bênçãos diárias, o sábio aproveitamento das oportunidades cotidianas, o cultivo diligente dos talentos confiados às pessoas, isso é o que o Mestre requer.

Aquele que realiza fielmente pequenos deveres estará preparado para atender às demandas de maiores responsabilidades. O homem que é bondoso e cortês na vida diária, que é generoso e paciente em sua família, e cujo constante objetivo é tornar o lar feliz, será o primeiro a negar-se a si mesmo e a fazer sacrifícios quando o Mestre chamar. […]

A mais longa caminhada é efetuada dando um passo de cada vez. A sucessão de passos nos conduz ao fim da estrada. A corrente mais longa se compõe de elos separados. Se um desses elos for defeituoso, a corrente será inútil. Assim é com o caráter. O caráter equilibrado é formado por atos singulares e bem realizados. […]

A obra de Deus é perfeita como um todo porque é perfeita em cada uma de suas partes, por mais diminuta que seja. Ele forma a pequenina haste de capim com tanto cuidado como o que exerceria na formação de um mundo. […]

O que precisa ser feito merece ser feito com capricho. Qualquer que seja seu trabalho, faça-o fielmente. Fale a verdade no tocante às mínimas

coisas. Pratique cada dia atos cheios de amor e profira palavras animadoras. Espalhe sorrisos ao longo da estrada da vida. Se você proceder dessa maneira, Deus lhe dará Sua aprovação, e um dia Cristo lhe dirá: “Muito bem, servo bom e fiel” (Mt 25:21).

No dia do juízo, os que foram fiéis em sua vida diária, que foram perspicazes em ver seu trabalho e realizá-lo, não pensando no louvor ou lucro, ouvirão as palavras: “Vinde, benditos de Meu Pai! Entrai na posse do reino que vos está preparado desde a fundação do mundo” (Mt 25:34). Cristo não os elogia pelos discursos eloquentes que proferiram, pelo poder intelectual que manifestaram, ou pelas doações liberais que fizeram. É por efetuarem pequenas coisas que geralmente são passadas por alto que eles são recompensados

(The Youth’s Instructor, 17 de janeiro de 1901).

Ellen G. White, 28/11/1992

Nenhum comentário:

O caçador de leões

  MEDITAÇÃO DIÁRIA Segunda-feira, 19 de abril O caçador de leões Benaia [...] realizou grandes feitos. Matou dois dos melhores guerreiros de...