sábado, 5 de dezembro de 2020

Gedalias - Jeremias 40

 Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse 

Leitura Bíblica - Jeremias 40

Comentário Pr Heber Toth Armí 

 Em meio ao sucesso durante o caos é sempre importante prestar atenção a todos os detalhes, avisos e sinais a fim de não ser destruído por traição ou outros meios que impedirão o desenvolvimento da missão.

Gedalias pertencia a uma família proeminente em Judá após a destruição de Jerusalém pelos babilônios. O rei Nabucodonosor o nomeou governador de Judá (II Reis 25:22-26; Jeremias 40:6; 41:18). Seu avô, Safã, foi o secretário do estado sob a regência de Josias, o responsável por relatar ao rei a descoberta do livro da lei (II Reis 22:10). O pai de Gedalias, Aicão, protegeu Jeremias após ter pregado poderosamente no Templo (Jeremias 26:24).

1. Jeremias associou-se a Gedalias, que tinha seu quartel-general em Mispa, cerca de dez quilômetros ao norte de Jerusalém (vs. 1-8). Nebuzaradã, chefe da guarda, deixou Jeremias livre para decidir ir a Babilônia ou ficar em Judá. O profeta titubeou, então o capitão o enviou a Gedalias, deu-lhe mantimentos e um presente para a viagem.

2. Gedalias agiu prudentemente assim que foi nomeado governador. Estava dando certo seu propósito de reunir o povo que restara após a destruição de Jerusalém e deportação da maioria de seus habitantes. Sua sabedoria auxiliava ao remanescente em situação deplorável (vs. 9-12). O conselho de Gedalias ao povo não conflitava com as propostas de Jeremias: O povo deveria sujeitar ao governo babilônico, ali representado por ele.

3. Percebe-se claramente o grande conflito na trama conduzida por Ismael, ex gerenal do exército, parente da família real, que, por ter Gedalias como inimigo pessoal, o considerou usurpador do trono (vs. 13-16). Algumas pessoas, entre elas Joanã, advertiram a Gedalias de que Baalis, rei de Amom, contratara Ismael para matá-lo. Inclusive propuseram matar Ismael secretamente; mas, infelizmente, Gedalias acusou Joanã de dizer falso testemunho contra Ismael.

Algumas importantes aplicações espirituais deste relato:

• Depender das próprias habilidades para lidar com o remanescente significa confiar em si mesmo em vez de depender de Deus.

• Não vigiar devido ao aparente sucesso pode levar à terrível derrota.

• Negligenciar o dom de profecia não é nada positivo. Gedalias não valorizou esse dom em Jeremias, por isso se deu mal.

• Vigiar, orar e consultar a Deus através do dom profético são atitudes mais importantes que habilidades pessoais.

Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.

 #ebiblico #rpsp #palavraeficaz

Nenhum comentário:

O caçador de leões

  MEDITAÇÃO DIÁRIA Segunda-feira, 19 de abril O caçador de leões Benaia [...] realizou grandes feitos. Matou dois dos melhores guerreiros de...