domingo, 6 de dezembro de 2020

Enquanto Ele não vem

MEDITAÇÃO DIÁRIA

06 de dezembro

Enquanto Ele não vem

E a si mesmo se purifica todo o que Nele tem esta esperança, assim como Ele é puro. 1 João 3:3

A vinda de Cristo foi profetizada por Enoque (Jd 14, 15). Jó a contemplou pela fé (Jó 19:25). Isaías predisse um dia de vitória para o povo de Deus no qual Ele “tragará a morte para sempre, e, assim, enxugará o Senhor Deus as lágrimas de todos os rostos” (Is 25:8). Miqueias viu o estabelecimento do monte santo de Deus (Mq 4:1), assim como Zacarias falou do futuro reinado divino (Zc 14:9). Sofonias se referiu ao Dia do Senhor (Sf 2; 3:9-20), a Daniel foi mostrado o desfecho da história humana com a vinda de Cristo (Dn 2:34, 35, 44, 45).Para os discípulos, a vinda de Jesus não estava no rol de “fábulas engenhosamente inventadas” (2Pe 1:16).

Os primeiros cristãos tinham entusiasmo pela bendita esperança da vinda de Cristo. Entre eles, soava como falta de fé a atitude de não desejar com todo o ser a vinda do Senhor. Junto a isso estava a consciência de que a conduta deles deveria expressar a dignidade da vida futura, o que significa viver em preparo para aquele dia. Por isso, Paulo aconselhou: “A noite está terminando, e o dia vem chegando. Por isso paremos de fazer o que pertence à escuridão e peguemos as armas espirituais para lutar na luz. Vivamos decentemente, como pessoas que vivem na luz do dia. Nada de farras ou bebedeiras, nem imoralidade ou indecência, nem brigas ou ciúmes” (Rm 13:12, 13; NTLH).

Ao mencionar a expectativa de vermos Jesus e sermos afinal semelhantes a Ele, João indicou a necessidade de anteciparmos pela fé, em relacionamento com o Rei vindouro, essa experiência: “E a si mesmo se purifica todo o que Nele tem esta esperança, assim como Ele é puro” (1Jo 3:3). “Essa esperança está sempre acompanhada pela disposição de esperar, em suportar as circunstâncias mais difíceis que ameaçam a dedicação do crente a seu Senhor, e a crescer na graça santificadora de Deus” (Ángel Rodríguez, O Futuro, p. 157). Ela nos faz acreditar no Espírito como agente de nossa transformação à semelhança de Cristo. Ou seja, enquanto Ele não vem, o mundo precisa vê-Lo em nós (Gl 2:20).

Não há outro caminho para obtermos a purificação a não ser o firme apego a Jesus. Mantenhamo-nos perto Dele, tendo nosso amor, os pensamentos e a vontade voltados para Ele. Enquanto Cristo não vem, nossa oração diária deve ser: “Purifica-me com hissopo, e ficarei limpo; lava-me, e ficarei mais branco que a neve” (Sl 51:7).

Nenhum comentário:

PRIVAÇÃO FINANCEIRA

  PRIVAÇÃO FINANCEIRA Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o vosso corpo por sacrifício vivo, santo e agradá...