sexta-feira, 23 de outubro de 2020

Para Dormir em Paz

 MEDITAÇÃO DIÁRIA

23 de outubro

Para Dormir em Paz

Por isso, também me esforço por ter sempre consciência pura diante de Deus e dos homens. Atos 24:16

A consciência costuma ser comparada à voz de Deus. Ela é vista como um ponto de referência para escolhas relativas a valores e princípios de vida ou decisões cujas consequências estão relacionadas com a eternidade. Assim, ela tem sido autoridade competente para nos julgar, advertir, orientar e apelar, todas as vezes em que nos encontremos perto de tomar uma decisão, seja ela certa ou errada.

Atualmente, porém, parece que a consciência tem sofrido sérias tentativas de manipulação. Apesar de sempre acender sua luz de advertência na mente, muitas pessoas não parecem dispostas a atendê-la, não raro decidindo pelo que lhes proporcione vantagens ou prazeres imediatos.

Embora seja o inviolável tribunal de nosso ser, no qual somos julgados, absolvidos ou condenados, é também verdade que a consciência está longe da perfeição, porque também somos imperfeitos. Ainda assim, ela é indispensável, ao nos falar o que somos ou não na realidade, bem como ao tratar imparcialmente com nossos acertos e erros. Às vezes, é incentivadora; outras vezes, atua nos confrontando.

A Bíblia nos adverte quanto à necessidade de termos sempre consciência limpa. Esse foi o desejo que Paulo expressou quanto a ele mesmo, ao se defender diante de Félix. Também falou a respeito disso a seu jovem amigo Timóteo (1Tm 1:5, 19), além de se referir ao tema quando escreveu aos cristãos romanos e coríntios. Em suas mensagens, procurou lembrar seus leitores da necessidade de os seres humanos darem ouvidos à voz da consciência. Evidentemente, ela será digna e eficaz, na medida em que for submetida ao “assim diz o Senhor”. O Espírito Santo e a Bíblia são fundamentais para a autenticidade e autoridade com que a consciência nos fala. Nessa condição, nem ela nem as ordens de Deus serão violadas.

Por mais incômoda que seja a voz da consciência, ela é o canal por meio do qual o Espírito Santo nos transmite as impressões divinas. Na obediência a essas impressões, encontraremos paz com Deus, com nós mesmos e nossos semelhantes. Assim como é insensato ignorar os avisos com que as dores nos alertam para a existência de algum distúrbio físico, pode ser fatal ignorar as dores psicológicas com que a consciência, iluminada pelo Espírito, chama a nossa atenção para as anormalidades espirituais.

Nenhum comentário:

Corações aquecidos

  MEDITAÇÃO DIÁRIA 27 de novembro Corações aquecidos E disseram um ao outro: Porventura, não nos ardia o coração, quando Ele, pelo caminho, ...