quarta-feira, 7 de outubro de 2020

Além dos montes

MEDITAÇÃO DIÁRIA

07 de outubro

Além dos montes

Elevo os olhos para os montes: de onde me virá o socorro? O meu socorro vem do Senhor, que fez o céu e a Terra. Salmo 121:1, 2

Temendo as ações de Saul contra ele, depois da morte de Samuel, Davi fugiu para o deserto de Parã, onde imaginava estar seguro. Lá, compôs o Salmo 121. Esse é um maravilhoso cântico de confiança em Deus, um dos mais apreciados poemas da literatura hebraica. Além disso, tem sido grande bênção a milhares de pessoas que enfrentam dificuldades.

Alguns comentaristas interpretam os montes aqui mencionados como os que rodeiam a cidade de Jerusalém. Estando ali o santuário, a cidade era considerada a morada de Deus; consequentemente, a fonte do auxílio divino. De acordo com outra interpretação, os montes seriam símbolo das montanhas da Palestina, no topo das quais os pagãos levantavam santuários a seus ídolos.

Seja como for, o salmista rejeitou a ideia de que o socorro pelo qual ansiava pudesse vir dos montes e, nisso, encontrou conforto e segurança: “O meu socorro vem do Senhor”. Nossa força vem de Deus e do conhecimento de que somos preservados por um Guarda que não descansa, mas nos protege continuamente. Ele nunca está longe. Sempre está perto. Ele nos conhece, cuida de nós e está pronto a nos ajudar nos altos e baixos da vida.

“Não permitirá que teus pés vacilem” (v. 3), ou seja, Deus está pronto a nos proteger de tropeços e quedas espirituais. Também “não dormita, nem dorme o guarda de Israel” (v. 4). Está operando todo tempo. Quando o sono não vem abençoar a mente cansada e o corpo fatigado, quando as tensões não resolvidas nos acordam no meio da noite, precisamos nos lembrar dessa verdade.

A promessa de que “de dia não te molestará o sol, nem de noite, a lua” (v. 6) revela que nada, nenhum inimigo, de dia ou à noite, pode nos derrotar. Talvez o Senhor não nos livre das dificuldades, mas podemos estar certos de que Ele vai enfrentá-las conosco e as usará para nosso crescimento.

Finalmente, Deus vai nos preservar contra todo o mal em nossas entradas e saídas. Isso compreende todos os nossos empreendimentos, do início ao fim do dia. O mesmo poder que trouxe o mundo à existência, que lançou os corpos celestes em sua rota através do cosmos; o mesmo poder que deu vida a todos os seres vivos está pronto a intervir em nosso favor. Somos chamados a confiar Nele para superação dos problemas do dia e proteção no descanso da noite. De fato, somente precisamos olhar além dos montes das dificuldades para encontrá-Lo.

Meditações Matinais - De Coração a Coração, Zinaldo A. Santos

Nenhum comentário:

Mãos intercessoras

MEDITAÇÃO DIÁRIA 31 de outubro Mãos intercessoras Ora, as mãos de Moisés eram pesadas; por isso, tomaram uma pedra e a puseram por baixo del...