sexta-feira, 18 de setembro de 2020

No Caminho da Fé

MEDITAÇÃO DIÁRIA

18 de setembro
No Caminho da Fé

Visto que a justiça de Deus se revela no evangelho, de fé em fé, como está escrito: “O justo viverá pela fé”. Romanos 1:17

Certa ocasião, um homem perguntou a uma senhora, membro da igreja: “Como Deus julgará uma pessoa que quer ter fé, mas não consegue?” Ele havia nascido e crescido em um lar cristão; porém, na adolescência, começou a perder o pouco entusiasmo que tinha pelos assuntos espirituais. Enveredou-se pelos descaminhos da vida em busca de prazer e preenchimento do vazio da alma. Com inclinação racionalista, acostumou-se a considerar as coisas na base de “ver para crer”.

Casou-se, e a vida com a esposa e os filhos ofereceu-lhe a oportunidade para lembrar os ensinamentos recebidos na infância e refletir sobre eles. Contudo, dizia não conseguir ter fé. Sob orientação daquela senhora cristã, foi animado a buscar a fé como um dom de Deus. Estou seguro de que o Senhor o atendeu. Com o passar do tempo, o interesse espiritual voltou a florescer naquele coração, até que uma grave enfermidade o acometeu. Felizmente, quatro dias antes de ele morrer, tive a chance de entrar no cenário dessa história para ouvi-lo confessar, no leito e com voz debilitada, sua aceitação de Cristo como Salvador.

É preciso ter fé. “De fato, sem fé é impossível agradar a Deus” (Hb 11:6). O justo vive “pela fé”, diz nosso verso de hoje. Somos salvos “mediante a fé”, como um “dom de Deus” (Ef 2:8), escreveu Paulo. De acordo com o apóstolo, a única maneira pela qual o cristão que foi salvo “mediante a fé” pode viver a justiça do evangelho é também pela mesma fé, “do princípio ao fim”; “de fé em fé”, passo a passo, conforme outra tradução. Isso implica entrega completa e constante de si mesmo aos cuidados do Senhor. Pela fé, encontraremos Nele motivação e sabedoria para tomar decisões relacionadas com a eternidade. Pela fé, receberemos Dele o poder necessário para lutar contra as forças do mal e vencê-las.

Entretanto, relacionando fé a explosões emotivas, alguns cristãos chegam a duvidar da autenticidade da própria experiência com a salvação. É claro que essa não é uma experiência fria e árida. Há lugar para emoções, mas a fé não depende delas. “É nesse ponto que milhares fracassam”, escreveu Ellen White. “Não põem à prova o que Deus diz. […] A vida em Cristo é uma vida de descanso. Pode não haver êxtase de sentimentos, mas deve existir uma confiança constante e tranquila. Sua esperança não está em si mesmo, mas em Cristo” (Caminho a Cristo, p. 52, 70). Ponha nisso a sua fé e viva em paz.
Meditações Matinais - De Coração a Coração, Zinaldo A. Santos

Nenhum comentário:

Na Casa do Pai

  MEDITAÇÃO DIÁRIA 20 de outubro Na Casa do Pai Bondade e misericórdia certamente me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na Ca...