segunda-feira, 24 de agosto de 2020

Sem Falta Nem Atraso

MEDITAÇÃO DIÁRIA

24 de agosto
Sem Falta Nem Atraso

Então, lhe disse Jesus: Ó Mulher, grande é a tua fé. Faça-se contigo como queres. E, desde aquele momento, sua filha ficou sã. Mateus 15:28

Meses atrás, recebi por meio de uma rede social esta frase: “Senhor, eu sei que nunca Te atrasas. Mas, por favor, lembra-Te de que sou humano.” Em sua simplicidade, ela me pareceu traduzir a ansiedade natural com que costumamos esperar a resposta de Deus para os pedidos que Lhe fazemos. Também está implícita na frase a sugestão de que Ele compreende o caráter humano de nossos sentimentos, algo que faz em toda e qualquer situação. Entretanto, há ocasiões em que a compreensão limitada que temos da Providência divina nos leva a imaginar que Deus esteja reagindo com indiferente silêncio ao nosso clamor. Nunca, porém, perdemos por esperar Nele. Não há dúvida de que o Senhor agirá, não importa quanto tempo esperemos. A resposta Dele será sempre a melhor para nós.

O que teria sido da mulher cananeia, caso tivesse cedido à pressa com que desejava ver a filha libertada do poder das trevas? A primeira resposta de Jesus à sua súplica foi um aparente silêncio: “Mas Jesus não lhe respondeu palavra”, ao que se seguiu a sugestão dos discípulos para que o Mestre a despedisse de coração vazio (Mt 15:23, NVI). Depois, mostrando aos discípulos como o preconceito nacional deles a trataria, e dando a ela oportunidade de testar a própria fé, Cristo enfatizou a prioridade das bênçãos ao povo israelita. A analogia foi potencialmente desanimadora: “Não é bom tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos.” Contudo, ela transformou essa resposta em um humilde argumento para sustentar seu pedido; estaria satisfeita e contente em receber apenas migalhas desse pão: “Sim, Senhor, porém os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa dos seus donos” (v. 26, 27). O mínimo que Jesus dá, migalhas que sejam, é infinitamente precioso para todo aquele que crê.

Cristo honrou a paciente fé nutrida por aquela mulher: “Grande é a tua fé!” (v. 28). Ele continua honrando-a em nós, que com nossa fé também O honramos.

Ao se dirigir a Cristo, a mulher cananeia sabia que não tinha direitos. Era estrangeira, e apelou à graça e à misericórdia do Senhor. Nada mais nem menos do que isso O move a atender às nossas necessidades. Não temos direitos a exigir, assim como também não temos razão para descrer. Se nada temos, Ele tem tudo para satisfação de nossos anseios. Isso ocorre no tempo Dele, que é o tempo certo.
Meditações Matinais - De Coração a Coração, Zinaldo A. Santos

Nenhum comentário:

Sob Pressão

MEDITAÇÃO DIÁRIA 23 de setembro Sob Pressão Fiel é esta palavra: Se já morremos com Ele, também viveremos com Ele. 2 Timóteo 2:11 ...