sábado, 25 de julho de 2020

NÃO DEIXE DE OLHAR

MEDITAÇÃO DIÁRIA

25 de julho
NÃO DEIXE DE OLHAR

Olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus. Hebreus 12:2

Na sintonia do pensamento de ontem, lembrei-me de Adolphe Theodore Monod. Falecido em 1856, aos 64 anos, foi considerado o principal pregador protestante da França no século 19. Filho de pastor, também trabalhou na Itália e nos Estados Unidos, tendo sido também editor.

Um de seus sermões, publicado em 1890, contém um chamado pertinente a todos nós, em todos os tempos. Transcrevo hoje alguns poucos itens daquele sermão, de acordo com o qual só estaremos seguros “olhando para Jesus, e não para nós mesmos, nossos pensamentos, desejos e planos. Para Jesus, e não para o mundo, com suas atrações, seus exemplos, suas ideias e opiniões. Para Jesus, nunca para Satanás, quer procure nos afugentar com sua ira ou nos seduzir com bajulações. [...]

“Olhando para Jesus, e não para nossos irmãos. Nem mesmo para os melhores e mais amados entre eles. Se seguirmos um homem, corremos o risco de perder o caminho, mas se seguirmos a Jesus, nunca nos extraviaremos.

“Olhando para Jesus, a fim de que possamos receber Dele o trabalho e a cruz de cada dia, com aquela graça que é suficiente para podermos levar a cruz e realizar o trabalho; pacientes, por meio de Sua paciência; ativos por Sua atividade; amoráveis, por Seu amor. Não indagando: ‘o que queres que eu faça’, mas: ‘o que há que Ele não pode fazer através de mim?’ [...]

“Olhando para Jesus, e não para as profundezas do pesar que sentimos por nossos pecados, nem para o grau de humilhação que eles produzem em nós. Se esse pesar nos humilha, de modo que não mais temos prazer em nós mesmos; se nos lança no abatimento, de modo que olhemos para Jesus como único libertador, isso é tudo o que Ele requer de nós. É olhando-O que teremos suprimido o nosso orgulho.

“Olhando para Jesus, e não para a nossa fé. O último ardil de Satanás, quando não pode nos afastar do caminho por outras tentativas, é desviar nosso olhar de Jesus para que olhemos a nossa fé e fiquemos desanimados, se ela é fraca. Ou envaidecidos, se ela é forte. Nos dois casos, ela será enfraquecida. Não somos fortalecidos por contemplar a nossa fé, mas por olhar a Jesus.

“Olhando para Jesus, de modo que a bendita esperança de Sua vinda nos dê ânimo para viver sem murmurações e morrer sem queixas, quando chegar o dia em que tivermos de enfrentar o último inimigo a quem Ele já venceu por nós e a quem venceremos por meio Dele” (Ministry, jul/1979, p. 6, 7).

Meditações Matinais - De Coração a Coração, Zinaldo A. Santos

Nenhum comentário:

Na Casa do Pai

  MEDITAÇÃO DIÁRIA 20 de outubro Na Casa do Pai Bondade e misericórdia certamente me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na Ca...