domingo, 19 de julho de 2020

Absoluto E Singular

MEDITAÇÃO DIÁRIA

Domingo, 19 de julho
Absoluto E Singular

Tendo-Se tornado tão superior aos anjos quanto herdou mais excelente nome do que eles. Hebreus 1:4

A carta aos Hebreus foi escrita a um grupo de cristãos judeus que vivia sob pressão e sofrimento. Tendo deixado as práticas do judaísmo, sofriam escárnio e rejeição da parte de seus antigos irmãos de fé. De fato, aqueles novos cristãos haviam se lançado a uma aventura de fé, trocando a relativa segurança de uma comunidade religiosa reconhecida no mundo greco-romano pelas incertezas de uma nova religião bastante questionada. Por isso, tendo-se tornado alvo de zombaria, necessitavam de conforto e ânimo a fim de prosseguir na nova jornada.

Entre aqueles cristãos, havia alguns que foram presos e despojados de suas propriedades (Hb 10:32-34). Alguns foram ameaçados de morte (Hb 12:3, 4). Outros cogitaram abandonar a fé (Hb 2:1; 10:35, 38, 39), negligenciaram a congregação (Hb 10:25) e corriam o risco de rejeitar Cristo (Hb 6:6).

Diante desse quadro, Paulo, seu pastor e conselheiro, lhes enviou palavras de encorajamento e certeza. Eles precisavam estar seguros de que não haviam aceitado uma fé qualquer, alicerçada em fábulas, rituais, símbolos e cerimônias, mas uma fé superior em Jesus Cristo, realidade para a qual todo o sistema de culto judaico apontava: o Filho de Deus, por meio de quem o Pai havia falado (Hb 1:2, 3). Sem rivais no Céu ou na Terra, era o Messias prometido anunciado pelos profetas do Antigo Testamento. Havia deposto a própria vida em resgate do ser humano e em cumprimento de tudo o que a Seu respeito foi dito. No Céu, continuava Seu ministério de intercessão.

Assim, os hebreus tiveram reafirmada a garantia de que tinham Jesus, o líder superior, a esperança superior (Hb 6:9; 7:19), a personificação de promessas superiores (Hb 7:22; 8:6), a garantia de ressurreição e um futuro superior (Hb 11:16, 40). À semelhança do descanso sabático, podiam descansar Nele com a certeza da salvação (Hb 4). Do que mais eles precisavam, do que mais nós precisamos, além de Cristo?

Jesus Cristo é tudo! Nada deixamos que Ele não possa suprir. Nada nos pode ser tirado que Ele não substitua. Se amigos nos abandonam, Nele encontramos amigo mais chegado que um irmão. As riquezas da Sua graça são infinitamente superiores a tudo o mais.

Os cristãos hebreus necessitavam ter sempre em mente essas coisas, assim como nós hoje. A mensagem da cruz ainda é loucura e escândalo para muitas pessoas (1Co 1:18), mas Cristo ainda é absoluto e singular.

Meditações Matinais - De Coração a Coração, Zinaldo A. Santos

Nenhum comentário:

Se Ele quiser

MEDITAÇÃO DIÁRIA 11 de agosto Se Ele quiser Ó Nabucodonosor, [...] o Deus a quem prestamos culto pode livrar-nos, e Ele nos livrará ...