segunda-feira, 27 de abril de 2020

Vitória anunciada

MEDITAÇÃO DIÁRIA
27 de abril
Vitória anunciada

O que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé. 1 João 5:4

Estamos no centro de uma dura batalha contra “as forças espirituais do mal” (Ef 6:12). O inimigo é forte, incansável e ardiloso. Ataca-nos de todas as formas; algumas, quase imperceptíveis. Nessa guerra, reveses acidentais nos afligem. Então, o conflito entre nosso desejo de superação, a necessidade que temos de vencer e a consciência de nossas limitações diante dos ideais divinos acabam despertando em nós um sentimento de frustração quase insuperável. Mas não precisa ser assim. Mesmo sendo uma luta sem tréguas, Paulo a descreveu como sendo “o bom combate da fé” (1Tm 6:12).

Fé, esse é o segredo da vitória, de acordo com João. A experiência do novo nascimento não significa imunidade contra os perigos espirituais, muito menos faz com que vivamos isolados do mundo. É nesta arena que é travado “o bom combate”. A boa notícia é que “todo o que é nascido de Deus vence o mundo”. Portanto, ao entrar em combate, ninguém que tenha experimentado o novo nascimento necessita pensar em derrota. Com a atenção e o olhar em prêmios transitórios, atletas lutam com determinação, esperança e confiança (1Co 9:24-27). Muito mais devemos fazer tendo em vista uma recompensa de qualidade imperecível.

Para Russell Norman Champlin, a vitória do cristão renascido envolve aspectos como “a alegria sobre a infelicidade, a comunhão sobre a solidão, a honestidade sobre o orgulho moral e a autoilusão; a retidão e a santidade sobre o pecado, a pureza sobre as concupiscências mundanas, a verdade sobre o erro, a confiança sobre o temor, a dúvida e o desencorajamento, a confiança sobre o ódio, a vida eterna sobre o tempo e a morte”(Novo Testamento Interpretado: Versículo por Versículo, v. 6, p. 289).

Embora haja decisões que devemos tomar, coisas que devemos abandonar e propósitos a ser estabelecidos, o fundamento para a vitória está além das nossas melhores intenções e nossos débeis esforços. Vencemos por meio de uma fé que implica entrega a Deus de tudo o que somos e temos. Fé que permite ao Espírito Santo controlar nosso ser. Fé ativa, que motiva nossa vontade e que inspira nossas prioridades. Sendo libertos do jugo do pecado, o poder regenerador de Deus toma posse de cada detalhe de nossa vida e nos habilita a fazer o que o Senhor espera de nós.

Na cruz, Cristo venceu por nós. Quando a Ele nos unimos, pela fé passamos a ter parte nessa vitória, visualizando a recompensa à nossa espera.

Meditações Matinais - De Coração a Coração, Zinaldo A. Santos

Nenhum comentário:

Ser fiel a Deus e confiar– Salmos 125

Lendo a Bíblia de Gênesis a Apocalipse  Leitura Bíblica – Salmos 125 Comentário: Pr. Heber Toth Armí A leitura da Bíblia nos assegur...