Translate

sábado, 21 de dezembro de 2019

Raios Brilhantes

A Fé Pela Qual Eu Vivo
21 de dezembro
Raios Brilhantes


E o Seu resplendor era como a luz, raios brilhantes saíam da Sua mão, e ali estava o esconderijo da Sua força. Hab. 3:4.

Satanás, em virtude do êxito que teve em desviar o homem do caminho da obediência, tornou-se “o deus deste século”. II Cor. 4:4. O domínio que uma vez pertenceu a Adão passou ao usurpador. Mas o Filho de Deus Se propôs vir à Terra a fim de pagar a penalidade do pecado, e assim não apenas redimir o homem, mas recobrar o domínio usurpado. … O apóstolo Paulo a ela [à restauração adquirida do domínio perdido] se referiu como a “redenção da possessão de Deus”. Efés. 1:14. Profetas e Reis, pág. 382.

Não somente o homem mas também a Terra tinha pelo pecado vindo sob o poder do maligno, e deveria ser restaurada pelo plano da redenção. Patriarcas e Profetas, pág. 67.

A cruz do Calvário, ao mesmo tempo em que declara ser imutável a lei, proclama ao Universo que o salário do pecado é a morte. No brado agonizante do Salvador – “Está consumado” – soou a sentença de morte de Satanás. Decidiu-se então o grande conflito que durante tanto tempo estivera em andamento e confirmou-se a extirpação do mal. O Filho de Deus transpôs os umbrais do túmulo, a fim de que “pela morte aniquilasse o que tinha o império da morte, isto é, o diabo”. Heb. 2:14. O desejo de exaltação própria por parte de Lúcifer, levara-o a dizer: “Acima das estrelas de Deus, exaltarei o meu trono, … serei semelhante ao Altíssimo.” Isa. 14:13 e 14. Declara Deus: “E te tornei em cinza sobre a terra, … e nunca mais serás para sempre.” Ezeq. 28:18 e 19. O Grande Conflito, págs. 503 e 504.

“Vi um novo céu e uma nova Terra. Porque já o primeiro céu e a primeira Terra passaram.” Apoc. 21:1. O fogo que consome os ímpios, purifica a Terra. Todo vestígio de maldição é removido. …

Apenas uma lembrança permanece: nosso Redentor sempre levará os sinais de Sua crucifixão. Em Sua fronte ferida, em Seu lado, em Suas mãos e pés, estão os únicos vestígios da obra cruel que o pecado efetuou. Diz o profeta, contemplando Cristo em Sua glória: “Raios brilhantes saíam da Sua mão, e ali estava o esconderijo da Sua força.” Hab. 3:4. O Grande Conflito, pág. 674.

A cruz de Cristo será a ciência e cântico dos remidos por toda a eternidade. O Grande Conflito, pág. 651.

Meditação Matinal de Ellen White – A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959 – Pág. 361

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis