Translate

domingo, 3 de novembro de 2019

O Artifício do Mundanismo

A Fé Pela Qual Eu Vivo

3 de novembro  
O Artifício do Mundanismo

Para que não sejamos vencidos por Satanás, porque não ignoramos os seus ardis. II Cor. 2:10 e 11.

Diz Salomão: “O que confia no seu próprio coração é insensato”, (Prov. 28:26) e há centenas deles que se encontram entre os que professam a piedade. Diz o apóstolo: “Não ignoramos os seus ardis.” II Cor. 2:11. Oh, que arte, que habilidade, que astúcia é exercida para levar os professos seguidores de Cristo a uma união com o mundo, buscando a felicidade em divertimentos mundanos, sob a ilusão de que se obtém algum bem! E desta forma os descuidados vão direto para a armadilha, lisonjeando-se de que não há mal no caminho. …

Como posso suportar o pensamento de que a maior parte dos jovens nesta época não alcançarão a vida eterna! Oh, que os sons da música instrumental possam cessar e que eles não mais desperdicem tão precioso tempo deleitando-se em suas fantasias. Oh, que devotem menos tempo ao vestuário e vãs conversações, e apresentem fervorosas e angustiantes orações a Deus para obterem uma sadia experiência. Há grande necessidade de um profundo exame de consciência, à luz da Palavra de Deus: Que cada um faça a pergunta: Sou correto ou corrupto de coração? Estou renascido em Cristo, ou tenho ainda coração carnal, com nova roupagem exterior? Apresentai-vos ante o tribunal de Deus e vede se, à luz divina, possuis qualquer pecado secreto, qualquer iniqüidade, qualquer ídolo que não sacrificastes ainda. Orai, sim, orai como nunca antes orastes, para que não sejais iludidos pelos artifícios de Satanás …

Certamente não podeis tornar demasiado firme o alicerce de vossa esperança de vida eterna. … Conquanto os que estão ao nosso redor sejam frívolos e empenhados na busca de prazeres e loucura, nossa cidade está no Céu, onde aguardamos o Salvador; a pessoa dirige-se a Deus em busca de perdão e paz, de justiça e perfeita santidade. Testimonies, vol. 2, págs. 143-145.

Expeli o pecado de vosso coração; pois ele causou a morte do Filho de Deus. Review and Herald, 22 de julho de 1884.

Jesus morreu, caros jovens, não para vos salvar em vossos pecados, mas dos vossos pecados.The Youth’s Instructor, 15 de julho de 1897.

Meditação Matinal de Ellen White – A Fé Pela Qual Eu Vivo, 1959 – Pág. 313
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis