Translate

domingo, 18 de novembro de 2018

Eliseu Demonstra Firmeza

Refletindo a Cristo
Eliseu Demonstra Firmeza-18 de novembro

Disse-lhe, pois, Elias: [Eliseu] Fica-te aqui, porque o Senhor me enviou ao Jordão. Mas ele disse: Tão certo como vive o Senhor e vive a tua alma, não te deixarei. II Reis 2:6.

Os primeiros anos da vida do profeta Eliseu passaram-se na quietude da vida campesina, sob ensino de Deus e da Natureza, e na disciplina do trabalho útil. Em um tempo de quase unive rsal apostasia, a casa de seu pai estava entre o número dos que não haviam dobrado os joelhos a Baal. Na sua casa Deus era honrado, e a fidelidade ao dever era regra da vida diária.

Filho de um abastado fazendeiro, Eliseu havia assumido o trabalho que mais perto estava. Conquanto possuísse capacidade para ser um dirigente entre os homens, recebeu ensino nos deveres usuais da vida. A fim de dirigir sabiamente, ele devia aprender a obedecer. Pela fidelidade nas coisas pequenas, preparou-se para os encargos maiores.

Dotado de espírito meigo e gentil, possuía Eliseu também energia e firmeza. Acariciava o amor e temor de Deus, e na humilde rotina do trabalho diário adquiria força de propósito e nobreza de caráter, crescendo na graça e no conhecimento divinos. Enquanto cooperava com seu pai nos deveres domésticos, aprendia a cooperar com Deus.

O chamado profético veio a Eliseu, quando com os servos de seu pai arava o campo. Quando Elias, divinamente guiado na procura de um sucessor, lançou sua capa sobre os ombros de Eliseu, reconheceu este jovem aquele chamado e lhe obedeceu. Ele “seguiu a Elias, e o servia”. I Reis 19:21. Não era uma grande obra que se requeria a princípio de Eliseu; deveres usuais ainda constituía a sua disciplina. Fala-se dele como o que despejava água nas mãos de Elias, seu senhor. Como ajudante pessoal do profeta, continuou a mostrar-se fiel nas coisas pequenas, enquanto com um propósito cada dia mais firme se dedicava à missão a ele designada por Deus. …

Ao volver-se para acompanhar a Elias, recebeu ordem do profeta para voltar para casa. Ele devia avaliar por si as dificuldades – decidir-se a aceitar ou rejeitar o chamado. Eliseu, porém, compreendeu o valor de sua oportunidade. Por nenhuma vantagem mundana desprezaria ele a oportunidade de se tornar mensageiro de Deus, ou sacrificar o privilégio da associação com o Seu servo.

À medida que passava o tempo, e Elias se preparava para a trasladação, Eliseu se aprontava para se tornar seu sucessor. E de novo sua fé e resolução foram provadas. Acompanhando a Elias em seu trabalho de costume, … era em cada lugar convidado pelo profeta para voltar. … Tantas vezes quantas lhe era feito o convite para voltar, sua resposta era: “Vive o Senhor, e vive a tua alma, não te deixarei.” II Reis 2:2. …

Para tal trabalho o primitivo ensino de Eliseu, sob a direção de Deus, o havia preparado. Educação, págs. 58-61.


Meditação Matinal de Ellen White – Refletindo a Cristo, 1986– Pág. 328 –
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis