Translate

terça-feira, 16 de outubro de 2018

Unidos em Cristo

Refletindo a Cristo

Unidos em Cristo - 16 de outubro

Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus. Filip. 2:5.

Jesus deseja apagar a imagem mundana da mente de Seus seguidores, e nela gravar a imagem celestial, para que eles possam se tornar unidos nEle, refletindo o Seu caráter, e dando louvores Àquele que os chamou das trevas para a Sua maravilhosa luz. Se obtivestes permissão para estar na presença do Sol da Justiça, não é para poderdes absorver e encobrir os resplandecentes raios da justiça de Cristo, mas para vos tornardes uma luz para os outros. … Há pessoas que receberam a preciosa luz da justiça de Cristo, mas não têm agido segundo a mesma. … Elas preferem os enganos do inimigo a um claro “assim diz o Senhor”. …

O caráter que cultivamos, a atitude que assumimos hoje, está fixando o nosso destino futuro. Estamos todos fazendo uma escolha, quer para estarmos com os bem-aventurados, na cidade de luz, ou para estarmos com os ímpios, fora da cidade. Os princípios que governam nossas ações na Terra são conhecidos no Céu, e nossos atos são fielmente anotados nos livros de registro. Ali se sabe se nosso caráter é segundo a ordem de Cristo. … Somos nós virgens prudentes? … Essa é a pergunta que estamos respondendo hoje por meio de nosso caráter e atitude. …

Ser perdoado da maneira como Cristo perdoa, é ser não apenas perdoado, mas também renovado no espírito do nosso entendimento. O Senhor diz: “Dar-vos-ei coração novo”. Ezeq. 36:26. A imagem de Cristo deve ser gravada em cada mente, coração e espírito. O apóstolo diz: “Nós, porém, temos a mente de Cristo.” I Cor. 2:16. Sem o processo transformador que pode unicamente vir através do poder divino, as propensões originais para pecar são deixadas no coração com todo o seu vigor, para fabricar novas cadeias, e para impor uma escravidão que jamais poderá ser quebrada por força humana. …

Quando Cristo vier, as balanças do Céu pesarão o caráter, e decidirão se ele é puro e santo. …

Felicidade é o resultado de santidade e conformidade à vontade de Deus. Os que serão santos no Céu, precisam ser primeiro santos na Terra, pois quando deixarmos este mundo levaremos nosso caráter conosco, e isto será simplesmente levar conosco alguns dos elementos celestiais, a nós comunicados através da justiça de Cristo. …

A experiência que se segue à completa entrega a Deus, é justiça, paz e alegria no Espírito Santo. Review and Herald, 19 de agosto de 1890.

Meditação Matinal de Ellen White – Refletindo a Cristo – Pág. 295 

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis