Translate

domingo, 2 de setembro de 2018

Tiago 3 Comentário Pr. Heber Toth Armí

Tiago 3 
Comentário Pr. Heber Toth Armí

 A fala é um dom natural dado por Deus, porém, para que seja usada sobrenaturalmente para o bem é preciso submetê-la à sabedoria verdadeira originada no Céu.

Jesus declarou: “Por suas palavras você será absolvido, e por suas palavras será condenado” (Mateus 12:37).

Tiago disse: “Ele nos gerou pela palavra da verdade, para que sejamos como que os primeiros frutos de tudo que Ele criou”, portanto, “meus amados irmãos, tenham isto em mente: Sejam todos prontos para ouvir, tardios para falar e tardios para ouvir...” (Tiago1:18-19).

Precisamos urgentemente do capítulo 3, o qual deve ser lido, relido, estudado e interiorizado em nosso coração e mente. Observe, Merrill F. Unger o coloca no contexto da fé:

1. A fé morta manifestada na parcialidade (2:1-9);
2. A fé morta resulta em juízo (2:10-13);
3. A fé morta é inútil (2:14-20);
4. A fé viva prova o homem justo (2:21-26);
5. A fé viva e a influência da língua:
• Nossa grande responsabilidade por aquilo que dizemos (3:1-2);
• A exemplificação do poder da língua (3:3-5).
6. A fé viva e a perfídia da língua:
• A natureza indisciplinada (3:6-8);
• As imprevisíveis incoerências (3:9-12).
7. A fé viva e a sabedoria:
• Sabedoria terrena (3:13-16);
• Sabedoria celeste (3:17-18).

O uso da língua (vs. 1-12) e a prática da sabedoria (vs. 13-18) estão intimamente ligados. Pedrito U. Maynard-Reid explica:

• ...os dois tipos de sabedoria analisadas nos versículos 13-18 competem pelo uso da língua; o mau uso dela (vs. 1-12) assinala que a sabedoria falsa exerce domínio (vs. 14-16).

• ...as duas seções estão marcadas pelo contexto de um espírito de discórdias, disputas e dissensões. Tiago 3:1-12 apresenta a língua como raiz de todos esses males. Os versículos 13-17 mostram que a falta de paz e solidariedade numa comunidade deve-se a que a sabedoria falsa reina soberanamente. O contrário também é verdade, onde houver sabedoria pura e verdadeira, haverá paz e unidade.

Para clarear isso, Tiago faz três coisas:

• Primeiro, identifica como pessoa sábia aquela que atua corretamente (v. 13), não a que diz fazer o certo.
• Segundo, descreve os sinais, a natureza, e os resultados da sabedoria falsa (vs. 14-16) como vícios diabólicos.
• Terceiro, estabelece sete características da verdadeira sabedoria (vs. 17-18) como virtudes da verdadeira piedade. 

“Senhor, controla nossa língua” – Heber Toth Armí #rpsp #rbhw #ebiblico
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Receba em seu e-mail nossas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis