terça-feira, 18 de outubro de 2011

Maravilhoso Jesus Mateus 24:35


Sua Palavra Infalível

Os céus e a terra passarão, mas as minhas palavras jamais passarão. Mateus 24:35, NVI.

Você já pensou na ousadia dessa afirmação?

Aqui está um carpinteiro Judeu pobre, pregador itinerante por três anos, sentado no Monte das Oliveiras numa noite de terça-feira. Quatro amigos íntimos estão com ele, mas, como Ele, não passaram pelos bancos escolares. Esse professor não tem poder nem influência. Embora as pessoas comuns gostem dEle, a instituição política e religiosa O despreza e neste exato momento faz planos para assassiná-lo.

Contudo Ele profere uma profecia selvagem: Suas palavras jamais passarão. Os céus e a terra passarão, mas a Sua palavra não passará.

E ele estava certo. A palavra de Jesus nunca falhou, e nunca falhará.

Durante a longa noite da Idade das Trevas aquela Palavra foi tirada da humanidade. A Palavra estava acorrentada, proibida, separada por línguas que as pessoas não podiam entender.

Mas a Palavra de Jesus não falhou. Aqui e ali ela foi copiada em segredo. Os Valdenses das montanhas do norte da Itália a levaram secretamente para aqueles prontos para recebê-la. Homens como John Wycliffe arriscaram suas vidas para traduzi-la a fim de que as pessoas pudessem lê-la e entendê-la.

Finalmente a longa noite chegou ao fim. A Reforma, o raiar da manhã, surgiu como resultado da recuperação da Palavra de Jesus. Lutero traduziu a Bíblia, trabalhando a partir do grego e do hebraico, disposto a tornar o lavrador mais conhecedor das Escrituras do que os prelados que se opunham a ele. No tempo perfeito de Deus, os tipos móveis tinham sido inventados cerca de 70 anos antes e logo cópias da Palavra de Jesus foram para toda parte – uma onda de bondade que não tem cessado de se expandir desde então.

Duzentos anos depois de Lutero a Palavra enfrentou novos perigos. Desta vez críticos e céticos surgiram, cheios de energia e erudição, a fim de negar a sua origem divina: dissecando, denegrindo, atacando, reduzindo o Senhor da Palavra ao status de um mero homem, lançando dúvidas, zombando daqueles que aceitam a Palavra com fé simples, prevendo o desaparecimento do Cristianismo.

Mas a palavra de Jesus continua de pé. O céu e a terra não passaram, nem a Sua palavra. E quando os céus e a terra passarem, a Sua palavra não passará.

ORAÇÃO

Ó Jesus, cuja palavra concede vida, ensina-me a me alegrar na Tua Palavra. Que eu possa armazená-la na memória e compartilhá-la com os outros.

Autor: William G. Johnsson

Nenhum comentário:

Gambito

  Gambito Meus amados irmãos, sejam firmes, inabaláveis e sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que, no Senhor, o trabalho de vocês n...