domingo, 28 de agosto de 2011

Maravilhoso Jesus - João 12:20,21


Jesus e os Gregos


Entre os que tinham ido adorar a Deus na festa da Páscoa, estavam alguns gregos. Eles se aproximaram de Filipe, que era de Betsaida da Galiléia, com um pedido: "Senhor, queremos ver Jesus" João 12:20, 21, NVI.


No nascimento de Jesus, homens sábios vieram do Oriente para adorá-Lo. Agora, perto do final do Seu ministério, homens vieram do Ocidente para aprender mais acerca dEle.


Estranho, não é mesmo, que os mais próximos de Cristo tenham sido os que menos o apreciaram. Os professores de Israel, aqueles que tinham o compromisso vitalício de zelar pelos escritos sagrados, aqueles que aguardavam a chegada do Messias, deixaram de reconhecer Aquele a quem a lei e os profetas apontavam. Eles não saudaram com alegria o Seu nascimento, embora estrangeiros o tenham feito, e agora, perto do fim da missão de Cristo, seus corações permaneceram endurecidos contra ele. Mas aqueles que não pertenciam ao povo escolhido, aqueles a quem lhes foram negadas as oportunidades e privilégios da hierarquia religiosa, vieram, dizendo: "Senhor, queremos ver Jesus."


O cristianismo se espalhou rapidamente entre os escravos do Império Romano. Na Índia, criou raízes entre os intocáveis do hinduísmo – aqueles a quem Mahatma Gandhi mais tarde chamou de Harijans, "filhos de Deus." De país em país, Cristo tem sido aceito pelos pobres e oprimidos, em vez de pelos ricos e privilegiados.


Que encorajamento esses gregos devem ter trazido a Jesus! Eles o lembraram que Seus anos de trabalho não haviam sido em vão, que a rejeição generalizada entre seu próprio povo não seria repetida em toda parte. "Ao ouvir Cristo o ansioso pedido: "Queremos ver Jesus" ecoando o sequioso clamor do mundo, iluminou-se-Lhe o semblante, e disse: "É chegada a hora em que o Filho do homem há de ser glorificado." João 12:23. Na súplica dos gregos viu Ele um penhor dos resultados de Seu grande sacrifício." (Ellen White, O Desejado de Todas as Nações, p. 621).


Deus seja louvado pelos gregos! E Deus seja louvado por Jesus ter acolhido os gregos em seu reino!


Porque eu sou um grego – não porque corra em minhas veias o sangue dos antigos helenos, mas porque eu também estou fora dos limites do Judaísmo. Se o evangelho estivesse disponível apenas para aqueles que tivessem os pais corretos, então não haveria esperança para mim.


Mas Paulo nos diz: "Não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê: primeiro do judeu, depois do grego" (Romanos 1: 16, NVI)


ORAÇÃO


Hoje, querido Deus, também quero ver a Jesus. Mostre-me apenas um vislumbre da Sua glória e graça e certamente o brilho deste mundo parecerá bem menos atraente.


Autor: William G. Johnsson

Nenhum comentário:

Gambito

  Gambito Meus amados irmãos, sejam firmes, inabaláveis e sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que, no Senhor, o trabalho de vocês n...